Instagram bloqueará hashtags que promovam conteúdos anti-vacina

Empresa decide se posicionar contra crescente onda de compartilhamento de boatos sobre vacinas

por Matheus Fiore

O Instagram tem anunciado uma série de mudanças que tendem a transformar completamente não só a experiência do usuário, como o sistema interno do aplicativo. Na última semana, a empresa confirmou que removeria o contador de curtidas em fotos e vídeos. Dias depois, foi a vez de a plataforma anunciar mudanças em suas diretrizes de uso para garantir que a comunidade esteja plenamente ciente de quais comportamentos podem acarretar em banimento da plataforma.

Agora, a empresa que pertence ao Facebook informou que também estará de olho nas hashtags promovidas dentro do aplicativo. Toda e qualquer hashtag que promova conteúdo anti-vacinas será bloqueada sem direito a recurso. Vale lembrar que há três meses o Pinterest fez algo parecido, banindo todo conteúdo anti-vacinas de seus mecanismos de busca. A movimentação para combater fake news é importante se lembrarmos que, já em 2014, o movimento anti-vacinas já acarretou em surtos de doenças nos Estados Unidos.

“Nós trabalhamos juntamente a experts no assunto, levantando questões que podem se desdobrar de maneiras diferentes no Instagram e no Facebook, e identificamos vácuos onde precisamos aprimorar nossas políticas e como elas são aplicadas” declara Karina Newton, chefe de políticas publicas do Instagram.

A movimentação do Instagram para banir esse tipo de conteúdo é importante pois a plataforma se solidificou como um dos alicerces culturais da juventude na internet. Portanto, muitos propagadores de ideias bizarras, como teorias que dizem que vacinas causam doenças, miram justamente no Instagram para alcançar um público jovem.

Compartilhe: