Google suspende suporte à Huawei

Google alega que está apenas cumprindo as ordens do embargo às empresas chinesas anunciado por Donald Trump

por Soraia Alves

O Google rompeu os negócios com a Huawei. A decisão restringirá o acesso da empresa chinesa ao Android e outros serviços. De acordo com a Reuters, isso significa que as futuras versões de smartphones Huawei não terão acesso a recursos como YouTube, Gmail e Google Play, por exemplo, embora os usuários dos atuais smartphones da marca ainda possam acessar os aplicativos do Google.

Mesmo sem ter acesso aos serviços do Google que usam transferência de hardware ou software, os aparelhos da Huawei ainda têm acesso aos de web da empresa.

A decisão vem depois do presidente Donald Trump adicionar a Huawei à sua “lista negra” de empresas na semana passada. O embargo econômico de Trump basicamente proíbe as empresas dos Estados Unidos de negociarem com 71 companhias chinesas.

Segundo comunicado do Google ao The Verge, a empresa está só cumprindo a ordem do presidente: “Estamos agindo em conformidade à ordem e revisando as suas implicações”, comenta a empresa.

A Huawei enviou um comunicado à Reuters, no qual garante que continuará oferecendo suporte para todos os seus dispositivos: “Continuaremos a construir um ecossistema de software seguro e sustentável. Como um dos principais parceiros globais do Android, trabalhamos em estreita colaboração com a sua plataforma open source para desenvolver um ecossistema que beneficia tanto os usuários quanto a indústria”, explica a empresa.

De acordo com o Bloomberg, fabricantes de chips como Intel, Qualcomm e Broadcom também devem suspender o fornecimento à Huawei.

Compartilhe: