Em meio à polêmica, público aprova manequins plus size da Nike em Londres

Criatividade

Em meio à polêmica, público aprova manequins plus size da Nike em Londres

Enquanto um artigo do jornal britânico The Telegraph detonou a iniciativa, as buscas pela calça do manequim aumentaram 200%

por Soraia Alves

A Nike lançou sua primeira coleção plus size em 2017 e, quase um ano depois, colocou alguns manequins também plus size em algumas de suas lojas nos Estados Unidos para divulgar as roupas. Na época, a aceitação do público norte-americano foi positiva.

Agora, a Nike leva os manequins plus size para algumas lojas de Londres, onde a iniciativa também foi bem recebida entre os consumidores da marca. No entanto, a jornalista Tanya Gold “detonou” a decisão em um artigo para o The Telegraph, argumentando que os manequins gordos só encorajam um “perigoso movimento de aceitação da gordura” que, segundo a jornalista, acaba negligenciando os riscos à saúde relacionados à obesidade.

A polêmica, porém, só serviu para ajudar a Nike. Desde que os manequins plus size chegam à capital inglesa, as buscas por “Nike” e “plus size” na loja de moda britânica Love the Sales cresceram 387%, de acordo com a empresa. Já os cliques na Nike One Luxe Tights (calça legging que aparece no manequim) aumentaram em 200% desde o início desta semana.

O interesse pelas peças não é surpresa, já que muitas mulheres sofrem na hora de encontrar roupas esportivas em tamanhos maiores, e as lojas raramente dão destaque para essas peças. Ou seja, as roupas fitness plus size até existem, mas acabam sem divulgação e, consequentemente, sem o conhecimento de grande parte dos consumidores.

Segundo a representante da Nike, Sandra Carreon-John, a coleção foi pensada “mostrar a inclusão e inspirar o público feminino”. Ela ainda ressalta que o público britânico celebrou a estreia dos manequins, e isso é a maior prova de que a marca está no caminho certo.