Cannes Lions 2019: existe ciência capaz de medir e criar felicidade?

Os seis conselhos de Scott Galloway para uma vida mais equilibrada e proveitosa

por Juliana Vilhena Nascimento / Chief Business Officer da F.biz

Existe ciência capaz de medir e criar felicidade?

Esta é a pergunta que Scott Galloway, professor da NYU, youtuber e CEO da L2, empresa do Gartner Group, veio responder este ano no Cannes Lions. Scott é o tipo de pessoa que está longe de ser uma unanimidade: ácido, irônico e extremamente objetivo no jeito de falar (e ao que parece, na vida pessoal e no trabalho também), ele divertiu a platéia aqui com uma série de insights sobre felicidade que ele costumeiramente ensina aos seus alunos sempre na última sala do curso – e que já viraram até livro.

A lista de conselhos dele, com a acidez que objetividade de que falei acima, é a que você lê abaixo:

Gaste mais tempo suando do que assistindo os outros: Scott citou uma pesquisa da Harvard Business Review que apurou que CEOs de empresas com faturamento superior a 1 bi de dólares se exercitam em média 45 minutos por dia.

O equilíbrio entre vida e trabalho é um mito: decida o que é importante para você e respire aliviado. Ele escolheu o trabalho. Diz que isso lhe custou o cabelo e o primeiro casamento – e ainda assim ele repetiria a decisão.

A decisão mais importante que alguém fará na vida é escolher um parceiro de longo prazo: nas palavras dele, a pessoa com quem se vai ter filhos. Escolha alguém que tenha os seus valores, cuide da relação afetiva, e não deixe o dinheiro faltar. Dinheiro é o principal motivo de divórcios.

Seu CEP de residência e suas credenciais (diplomas ou certificados de expertise) ditam seu futuro potencial de riqueza: more em um local que tenha potencial – de acordo com ele, 23 cidades espalhadas pelo mundo, São Paulo incluída na lista – e que tenha demanda pela sua expertise.

Invista financeiramente: se você poupar 250 reais desde os 25 anos, será um milionário jovem

Invista nos seus relacionamentos: dê carinho, mande mensagens, cuide deles. A sua fonte número 1 de felicidade é a profundidade dos seus relacionamentos.

Ele terminou no melhor estilo “os brutos também amam”, com uma citação de um artigo que ele diz adorar: “happiness is love – full stop”.

Compartilhe: