Pesquisa mostra quanto as pessoas pagariam por seus aplicativos favoritos

Pesquisa mostra quanto as pessoas pagariam por seus aplicativos favoritos

YouTube aparece no topo da lista de aplicativos que, caso se tornassem pagos, as pessoas pagariam para continuar utilizando

por Soraia Alves

A agência de publicidade e design McGuffin Group, de Chicago, fez uma pesquisa sobre quais preços os usuários estariam dispostos a pagar para continuarem usando ​​seus aplicativos favoritos, como Instagram, Facebook, YouTube e Twitter.

O estudo foi realizado entre 14 e 15 de junho, com 2004 participantes com idades entre 18 e 71 anos, sendo 55% mulheres e 45% homens. O resultado mostrou que as pessoas se mostram mais dispostas em pagar por softwares baseados em utilitários, como o Google Maps (US$ 3,48 / mês) e o Google Drive (US$ 3,31 / mês).

Entre as redes sociais, os usuários consideram que o YouTube tem um maior valor, possivelmente comparando-o a plataformas de streaming baseadas em assinatura, como Netflix e Hulu. A média de preço que as pessoas topariam pagar para usar o app seria de US$ 4,20 por mês.

Já o Facebook não é uma da prioridades dos consumidores. Ele e o LinkedIn ficaram abaixo das ferramentas de produtividade do Google, por exemplo, com valores entre US$ 2,92 e US$ 2,84, respectivamente. Instagram e Twitter estão ainda mais abaixo na lista, com os usuários estando dispostos a pagar até US$ 2,56 e US $ 2,35 por eles, respectivamente.

O McGuffin Group explicou que a pesquisa foi conduzida para “fornecer alguns indicadores para formar uma discussão em andamento sobre como o valor é criado e percebido na era digital”.

O material completo pode ser lido aqui.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link