Rússia acusa Facebook e Google de interferência em suas eleições

Autoridades russas acusam as empresas de publicarem anúncios relacionados às suas eleições regionais, violando as leis do país

por Soraia Alves

As autoridades da Rússia estão acusando o Facebook e o Google de publicaram anúncios relacionados às suas eleições regionais, violando as leis do país.

De acordo com a Reuters, o Roskomnadzor, órgão do governo russo que supervisiona as leis de mídia do país, disse que o Facebook e o Google exibiram anúncios durante as eleições do último domingo (08/09). Em questão estão leis que proíbem anúncios políticos “durante as eleições no domingo e no dia anterior”, segundo a Reuters.

Segundo o órgão: “Essas ações podem ser consideradas como interferência nos assuntos soberanos da Rússia e impedem a realização de eleições democráticas na Federação Russa”.

O Facebook não comentou o assunto. Já o Google emitiu um comunicado no qual diz apoia a publicidade política responsável e espera “que todos os anúncios e destinos políticos cumpram os requisitos legais locais, incluindo leis de campanha e eleição e eleição ‘períodos de silêncio’, para quaisquer áreas geográficas a que se destinam”.

Apesar das acusações, o governo russo não informou qual medida pretende tomar em relação ao caso.

Compartilhe: