Toyota está usando realidade virtual para treinar robôs a realizar atividades domésticas

Trabalho ainda está em fase de desenvolver protótipos funcionais para os assistentes

por Matheus Fiore

Assistentes domésticos são importantes não só para facilitar a realização de tarefas simples como fazer uma ligação, mas também para ajudar pessoas em condições especiais, como idosos, a ter uma rotina mais simples. Assistentes virtuais como o Google Home, do Google, e a Alexa, da Amazon se tornaram produtos de sucesso (hoje, 32% dos lares americanos possuem um assistente virtual), mas assistentes robóticos também podem ser importantes.

O Toyota Research Institute está trabalhando justamente nos robôs. O instituto de pesquisa está utilizando realidade virtual para treinar esses robôs para aplicá-los em tarefas domésticas. Com o projeto, instrutores humanos poderão ver o que robôs vêem, em tempo real, por meio de sensores que permitem a visualização em 3D. O instrutor pode orientar o robô e, assim, programá-lo para tarefas específicas.

No vídeo, divulgado pelo próprio instituto de pesquisa e que você pode conferir acima, vemos robôs realizando atividades simples como limpar o chão, abrir uma porta de um armário ou segurar objetos. O sistema do instituto permite que os robôs sejam mais flexíveis, sem a necessidade de compreender plenamente o mapa da casa onde operam. Em vez disso, eles precisam apenas entender quais objetos são importantes ou não e como se comportar perante esses objetos.

O sistema treina e ensina de maneira autônoma – ou seja, uma vez que o robô aprende uma tarefa, ele vai memorizá-la e poderá aplicar em outros momentos. O sistema, obviamente, não é perfeito. O próprio instituto pontua que está criando protótipos, não produtos prontos. Mas não é difícil imaginar que, em um futuro próximo, a tecnologia estará ao alcance do consumidor.

Compartilhe: