Corona e o propósito de marca posto em prática

Cervejaria se mostra atenta ao tempo e ao contexto social em que sua campanha se inseriu, no Brasil

por Mark Cardoso

No começo do ano, a marca mexicana Corona lançou aqui no Brasil uma campanha que, pelo mundo, já retirou 1,5 toneladas de lixo dos mares.

Desde então, para além do material de comunicação – aquele que anuncia a iniciativa de marca -, a campanha conta com uma série de ações – aquelas que sustentam esse discurso e iniciativa. A partir disso, a cervejaria pretende conscientizar e mobilizar as pessoas a evitar o uso de plástico, recolher o lixo das praias e recriar produtos a partir desse material.

Ou seja: uma campanha redonda, que tem tanto um discurso de marca quanto uma verdade de marca bem sustentados por ações reais. Mas é bonito ver quando uma marca aproveita muito bem uma bela oportunidade e vai além do dever de casa, do briefing e do próprio umbigo mercadológico.

Como a Soraia trouxe pra gente ontem (21), a Corona e sua parceira neste projeto Parley for the Oceans vão se engajar em três praias nordestinas para colaborar com a retirada do petróleo que vazou há quase 60 dias e, quanto ao qual, o governo federal ainda mal se mexeu.

Isso me faz lembrar uma fala da professora Fernanda Valentim, durante o meu mestrado em Branding, na Universidade de Brasília, que dizia que propósito de marca não é só discurso; propósito de marca é prática.

Compartilhe: