Para CEO do Snapchat, TikTok é mais um parceiro que inimigo da empresa

Evan Spiegel comentou em reunião sobre os resultados do trimestre que Snap Inc. mantém parceria com aplicativo da ByteDance que vale tanto para o espaço publicitário quanto de desenvolvimento

por Pedro Strazza

Embora o mundo das redes sociais seja hoje um dominado pela guerra por espaço (e talvez a queda do Facebook), pelo visto há quem entenda a competitividade do meio não necessariamente implique numa rivalidade. Caso em questão? O CEO da Snap Inc. Evan Spiegel, que encheu a boca pra dizer que não considera o TikTok um rival do Snapchat, mas sim um coleguinha camarada.

A declaração se deu nesta última terça-feira (22) e durante uma reunião com analistas de Wall Street na esteira da divulgação do relatório relacionado ao último trimestre fiscal. “Nós definitivamente os consideramos um amigo” afirmou Spiegel, que também comentou na ocasião que esta aproximação acontece principalmente porque ambas as plataformas tem bastante apelo para um mesmo público específico, os jovens entre 13 e 24 anos que formam a faixa etária preferencial dos dois apps.

O executivos também explicou que além de ser um anunciante o TikTok já mantém uma parceria de desenvolvimento junto do Snapchat, participando ativamente do programa principal da companhia onde empresas terceiras são responsabilizados por novos serviços para a plataforma mantida pela Snap Inc.. Spiegel declara que essa proximidade é fortuita especialmente porque o app da ByteDance oferece uma experiência muito distinta da providenciada por sua empresa.

O CEO não tem mesmo muito a reclamar no momento. Depois de um segundo trimestre que já mostrava sinais de recuperação, o último relatório fiscal da Snap Inc. aponta que a companhia firmou pé na maré de crescimento e acelerou a quantidade de arrecadação. A única nuvem no céu claro do Snapchat atualmente são as previsões da reta final de 2019, que apontam que o aplicativo pode perder fôlego nestes últimos três meses e cair entre 38% e 44% em relação ao mesmo período no ano passado.

Compartilhe: