Na França, Bitcoin vira matéria no Ensino Fundamental das escolas

Ministério da Educação do país observa que o aprendizado e o uso de criptomoedas podem ajudar os alunos a pensarem sobre as características do dinheiro

por Soraia Alves

O Ministério da Educação Nacional da França anunciou a inclusão do Bitcoin no currículo escolar para o Ensino Médio no país. O órgão observa que o aprendizado e o uso de criptomoedas podem ajudar os alunos a pensarem sobre as características do dinheiro, além de contribuir para a educação financeira dos mesmos.

A criptomoeda foi adicionada ao plano de estudos de Ciências Econômicas e Sociais. O Ministério também informou que dada a juventude dos alunos, o Bitcoin não será explorado em profundidade, e sim em uma visão geral introdutória para ajudá-los alunos a entender a noção de descentralização no contexto dos principais sistemas financeiros.

Como parte do curso, serão mostrados 4 vídeos explicativos, incluindo “O Bitcoin pode substituir o Euro?” e “O Bitcoin é a moeda do futuro?”, para ajudar os alunos a entender melhor como a criptomoeda funciona e qual o seu papel dentro do futuro das finanças.

Vale ressaltar que na França, a Financia Business School já aceita o Bitcoin como forma de pagamento desde outubro do ano passado, assim como outras universidades do mundo.

Compartilhe: