Alojamento dos atletas nas Olimpíadas de Tóquio vai contar com camas feitas de papelão

Já os colchões serão feitos a partir da reciclagem de plástico

por Matheus Fiore

Os Jogos Olímpicos de Tóquio estão chegando e, desde o anúncio da capital japonesa como sede do maior evento esportivo do planeta, inovações tecnológicas são esperadas para um país tão conectado com a modernidade. Em julho de 2019, por exemplo, a Toyota, uma das principais montadoras japonesas, revelou uma frota de veículos elétricos e autônomos projetados especialmente para os Jogos Olímpicos de 2020. Outra curiosidade é que tanto a tocha olímpica quanto as medalhas que serão entregues aos vencedores das modalidades são feitos com materiais recicláveis.

Agora, a última novidade diz respeito às habitações onde os atletas ficarão hospedados durante o mês do evento: as camas dos atletas são feitas com papelão. De acordo com o Mashable, os 18 mil leitos são trabalho da empresa especializada em colchões Airweave e serão construídas a partir de papelão reciclado e fortalecido com trechos de madeira.

As camas poderão aguentar até 200 quilos e serão recicladas após o término do evento. Os colchões utilizados, por sua vez, serão feitos a partir da reciclagem de componentes plásticos e terão diferentes modelos a serem escolhidos de acordo com as preferências de cada atleta.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começam no dia 25 de julho e serão não apenas o reencontro do mundo com o maior evento esportivo da civilização como também uma oportunidade de vermos novas tecnologias e formas de inovar de forma sustentável, como o Japão vem mostrando com suas ideias aplicadas no evento.

Compartilhe: