Super Bowl 2020 contará com comerciais de candidatos à presidência dos EUA

Tanto Donald Trump quanto o pré-candidato democrata Michael Bloomberg teriam gasto 10 milhões de dólares à Fox para exibir um comercial de 60 segundos no evento

por Pedro Strazza

Ainda não se sabe quem estará em campo na final do Super Bowl 2020, mas um conflito já está garantido para acontecer no intervalo da grande final da NFL: um duelo de comerciais entre as campanhas do atua presidente dos Estados Unidos Donald Trump e o pré-candidato democrata Michael Bloomberg.

Atualmente os mais prováveis nomes a disputar a eleição para o cargo este ano, os dois políticos segundo o The New York Times adquiriram espaços publicitários na disputada programação televisiva do evento e devem lançar peças de até 60 segundos durante o andamento do jogo. Os gastos são exorbitantes por natureza, com ambos os candidatos tendo desembolsado uma quantia de pelo menos dez milhões de dólares à Fox só para obter o direito de passar um comercial de suas respectivas campanhas na transmissão nacional.

A confirmação de que tanto Trump quanto Bloomberg estariam no Super Bowl veio após o Politico confirmar que o atual presidente teria fechado em dezembro o acordo para o espaço publicitário, o que despertou a reação imediata da campanha de Bloomberg para conseguir um espaço de mesmo tamanho. O interesse pelo público da grande final do futebol americano é natural, dado que é um dos principais eventos da TV estadunidense hoje – só no ano passado, por exemplo, a CBS registrou uma audiência de 98,2 milhões de espectadores.

De acordo com o Times, o uso do Super Bowl como plataforma de campanhas presidenciais não é exatamente comum, dado que os gastos extensos para arranjar espaço publicitário no evento não compensam o alcance explosivo e único do jogo. A questão é que tanto a campanha de Bloomberg quanto a de Trump não estão economizando fundos para garantir que os dois se tornem os candidatos finais da corrida – tanto o presidente quanto o ex-prefeito de Nova York são bilionários – e no caso da 54° edição do evento há ainda o bônus da partida ocorrer no dia seguinte à eleição dos delegados do estado de Iowa, uma das regiões vistas como chave para garantir a vitória no principal processo eleitoral do país.

O Super Bowl acontece no próximo dia 2 de fevereiro.

Compartilhe: