“Star Wars: A Ascensão Skywalker” chega ao bilhão, mas com marca inferior a dos antecessores

Filme levou 28 dias para chegar a marca, enquanto antecessores o fizeram em 12 e 19 dias

por Matheus Fiore

Mesmo com a enxurrada de avaliações negativas de público e crítica, o nono capítulo da saga Star Wars, “A Ascensão Skywalker”, alcançou a marca de US$ 1 bilhão em bilheteria. O número foi alcançado após o filme bater US$ 481 milhões nos Estados Unidos e US$ 519 milhões na bilheteria mundial.

Apesar de a marca ser importante, o filme tem, até aqui, o pior desempenho da trilogia iniciada com “O Despertar da Força”. O filme de 2015 chegou ao bilhão de dólares em apenas 12 dias, enquanto a continuação de Rian Johnson, “Os Últimos Jedi”, levou 19 dias. “A Ascensão Skywalker” levou 28 dias para bater o bilhão.

Como aponta o gráfico feito pela Variety, “A Ascensão Skywalker” estava com um crescimento semelhante ao de “Rogue One” até o 25º dia em cartaz, mas teve uma queda brusca a partir de então. “Rogue One”, inclusive, tem uma bilheteria maior do que a do filme de J.J. Abrams até o momento.

Mesmo com o lucro abaixo do esperado, a Disney ainda fecha 2019 com números positivos. Além de “A Ascensão Skywalker”, a empresa conseguiu, muito graças a “Vingadores: Ultimato”, aos live-actions de “Rei Leão” e “Aladdin”, e à “Frozen 2”, alcançar quase US$ 4 bilhões em bilheteria só nos Estados Unidos, além de US$ 7,35 bilhões em bilheteria internacional.

Compartilhe: