AP_665538005271-1571242857-e1571243022938

Para Coca-Cola, consumidores ainda querem garrafas de plástico

Líder do setor de sustentabilidade afirma que substituir garrafas de plástico criaria impacto negativo nas vendas

por Matheus Fiore

Nos últimos anos, a preocupação com o meio-ambiente tem levado diversas empresas a buscar alternativas menos poluentes para a natureza. Isso resultou na adesão de materiais mais “limpos” para armazenar líquidos, por exemplo. Copos e garrafas com materiais recicláveis se tornaram mais comuns, bem como o uso de copos reutilizáveis em vez de recipientes de plástico descartáveis.

Para a Coca-Cola, porém, abandonar as garrafas de plástico ainda está distante de sua realidade. Responsável pelo setor de sustentabilidade, Bea Perez afirma que os clientes gostam do fato de o refrigerante ainda ser vendido em garrafas de plástico pois além de ser leve ele possui um formato que otimiza a manutenção do gás, mesmo após a garrafa ser aberta.

De acordo com a BBC, a Coca-Cola ainda é uma das maiores produtoras de garrafas de plástico do mundo – afinal, trata-se da maior empresa do mercado de refrigerantes – e prometeu reciclar o máximo possível de produtos até 2030. Anualmente, três milhões de toneladas de plásticos são produzidas pela Coca, o equivalente a 200 mil garrafas por minuto.

A empresa promete que, até 2030, pelo menos 50% de suas embalagens serão feitas com material reciclável. Apesar da promessa, Perez afirma que, hoje, a empresa ainda não considera dispensar o plástico, pois impactaria diretamente nas vendas.

Compartilhe: