cover-google2

Google estuda começar a pagar veículos de notícias europeus por conteúdo

Companhia tem se reunido com alguns dos principais publishers do continente para discutir modelos de negócios viáveis na concepção de um novo produto de notícias

por Pedro Strazza

Uma reportagem do Wall Street Journal indica que o Google tem se reunido com alguns dos principais publishers do mercado de jornalismo na Europa para discutir uma negociação para a inclusão de conteúdo na plataforma. A ideia seria pagar uma licença a estes veículos em troca do fornecimento de notícias para o que parece ser um novo produto da companhia, focado justamente no noticiário.

Em declaração oficial ao jornal, o Google escreve que quer “ajudar as pessoas a procurar jornalismo de qualidade”, exaltando a importância de “manter uma democracia informada e ajudar a apoiar uma indústria de notícias sustentável”. “Nós nos preocupamos profundamente sobre este tema e estamos conversando com parceiros sobre procurar formas de expandir nosso trabalho atual com publishers, a partir da construção de programas como a nossa iniciativa do Google News” encerra a companhia sobre o caso.

Esta não seria a primeira ocasião que a empresa recorre a um modelo de negócios para firmar acordo com o jornalismo. No fim do ano passado, o Google começou a licenciar trechos de radiojornalismo de veículos grandes como a ABC, a Associated Press, a CNN, a Reuters e a Fox News Radio, além de menores e restritos a determinadas localizações, para alimentar o Google Assistente de um noticiário adequado ao dia a dia do usuário.

A questão com a Europa, porém, é que no continente o Google precisa lidar com uma lei de direitos autorais que a impede de resgatar conteúdos do tipo sem pagar uma taxa pelo preview. Esta regulação é uma que a empresa se recusa a pagar, o que a leva a conduzir esta negociação para a criação de um outro formato de reunião de notícias.

Compartilhe: