cover-tiktok1

TikTok vai abrir central de transparência para moderação de conteúdo

Departamento também deve permitir futuramente a especialistas o acesso ao código-fonte e às medidas de garantia da privacidade e segurança do usuário na plataforma

por Pedro Strazza

Como parte de auxílio à atual investigação que sofre pelo governo dos Estados Unidos, o TikTok anunciou nesta quarta (11) a inauguração de uma nova “central de transparência” que vai permitir a especialistas de fora da empresa ter acesso às suas práticas de moderação de conteúdo. Previsto para maio, o departamento deve também incluir no futuro o acesso ao código-fonte e aos esforços da plataforma para garantir privacidade e segurança aos usuários.

Com escritório na central da empresa em Los Angeles, o novo departamento deve dar total acesso aos times de moderação da rede social, incluindo como os moderadores seguem as diretrizes estabelecidas pela empresa para definir que publicações violam ou seguem a cartilha de regras de uso do TikTok. Os especialistas externos também poderão entender a partir da divisão como os alertas emitidos pelos usuários são recebidos e tratados pela companhia.

A central surge como resposta às críticas constantes feitas contra as decisões de remoção e preservação de conteúdo tomadas pela plataforma, acusada em diversas ocasiões de censura e preconceito – incluindo aí do público queer, gordo e com deficiência. A investigação do governo estadunidense vem exatamente daí, com o país argumentando que o aplicativo deva seguir as leis locais para gerir a moderação – o TikTok, claro, é contra a ideia, declarando que nenhum governo tem dedo sobre suas decisões.

Daí que surge o novo departamento, uma espécie de meio do caminho simbólico nesta discussão. “Nós esperamos que a Central de Transparência opere como um fórum onde observadores sejam capazes de providenciar feedback significativo em nossas práticas” escreve a diretora geral da rede social nos EUA, Vanessa Pappas, no anúncio da central; “Nosso cenário e indústria evolui rapidamente e nós estamos conscientes de que nossos sistemas, políticas e práticas não são perfeitos, e por isso nós estamos comprometidos em melhorar constantemente”.

Além da central, o TikTok também anunciou recentemente a criação do cargo de Chief Information Security Officer, o qual será ocupado por Roland Cloutier no próximo mês e deve focar na concepção de novas maneiras de garantir a segurança da informação no app.

Compartilhe: