Repórteres Sem Fronteiras cria biblioteca no “Minecraft” para combater censura ao redor do planeta

Construído com 12,5 milhões de blocos, "The Uncensored Library" traz artigos censurados por diversos países em plataforma que nunca foi alvo de regimes autoritários

por Pedro Strazza

Em parceria com a BlockWorks, a Repórteres Sem Fronteiras lançou esta semana uma nova iniciativa para combater a censura em países com regimes opressores à liberdade de expressão e o jornalismo. A reviravolta está na plataforma escolhida: o “Minecraft”, o popular jogo de construção da Microsoft que por um acaso é um dos poucos locais onde governos do tipo não atuam para limitar conteúdo e informação.

Intitulado “The Uncensored Library”, o projeto consiste de uma grande biblioteca virtual construída no game com centenas de “livros” com artigos censurados ao redor do globo. Os textos foram fornecidos por blogs, jornais e sites que não passaram pelo crivo dos órgãos federais de diversos países e serviram de matéria prima para a construção de por enquanto 200 livros no edifício – que deve receber ainda mais conteúdo nos próximos dias. O vídeo acima dá mais detalhes sobre a ação.

A manobra lembra muito a “The Uncensored Playlist” da organização (que chegou a ser indicada ao Titanium no Cannes Lions), mas impressiona pela escala. Foram usados mais de 12,5 milhões de blocos do jogo para dar vida ao projeto, que fica situado numa ilha e conta com todo tipo de detalhe arquitetônico – incluindo um domo gigantesco no centro do edifício e a estátua de uma mão segurando uma caneta na frente.

De acordo com a Deutsche Welle, os artigos disponíveis no “museu sem censura” podem ser lidos em inglês e nas línguas sob as quais eles foram originalmente escritos. A BlockWorks afirma que o edifício demorou três meses para ser construído por 24 pessoas espalhadas ao redor do planeta.

Para quem ficou interessado, o site oficial da biblioteca conta com mais informações sobre o projeto e os meios necessários para acessá-lo em sua versão mais recente. O Repórteres Sem Fronteiras também divulgou o making of abaixo, que com menos de dois minutos mostra um pouco mais do processo criativo por trás da concepção da “Uncensored Library” no “Minecraft”.

Compartilhe: