Com comercial tocante, Facebook anuncia nova seção de ajuda comunitária global para lidar com pandemia

É a primeira vez que o recurso estará disponível simultaneamente em todo o planeta

por Pedro Strazza

O Facebook anunciou nesta terça-feira (31) que vai expandir sua tradicional seção de ajuda comunitária para todo o globo afim de providenciar auxílio a quem mais precisa durante o período da pandemia do coronavírus. Esta marca a primeira ocasião em que a ferramenta é aplicada em escala global, tendo sido introduzida em 2017 justo para providenciar assistência em momentos de crise maior nas regiões afetadas.

Para marcar o lançamento do recurso, que chegará primeiro aos EUA, Canadá, França, Reino Unido e Austrália, a companhia também debutou em suas redes um novo comercial que é focado justamente na importância de se pedir ajuda nestes tempos de pandemia. Intitulado “Never Lost” (“Nunca perdido”) e com criação da Droga5, a peça de um minuto e meio traz um discurso emocionado sobre a dureza do isolamento e o “calor” do contato humano mesmo com o distanciamento social – confira acima na íntegra.

A medida segue a criação da central de informações do coronavírus que a rede social lançou há duas semanas e deve estar localizado justo nesta seção, onde de acordo com o anúncio deve conectar uma variedade de recursos da plataforma. Isso inclui solicitações de máscaras cirúrgicas por hospitais, pedidos de voluntários para distribuir comida aos mais necessitados e até sessões de exercício em casa – tudo já testado em algumas regiões dos EUA, onde o Facebook experimentou a ferramenta. Opções como produtos para cuidado de bebês, itens higiênicos e auxílio de ou para pequenos negócios também estão previstos na página.

Além de tudo isso, a nova seção ainda facilitará a doação a dois esforços de auxílio à população e contenção do vírus, a UNF/WHO COVID-19 Solidarity Response Fund Facebook Fundraiser e (apenas aos EUA) o fundo de auxílio ao combate do coronavírus pela CDC Foundation. A companhia deve ajudar nas doações, adicionando por si só o mesmo montante acumulado pelo dinheiro doado pelos usuários.

A seção de ajuda comunitária deve chegar ao restante dos países onde o Facebook atua nas próximas semanas – os mais afetados pela crise, em especial na Ásia e na Europa, devem receber primeiro o recurso.

Compartilhe: