Com coronavírus, o mundo vai ficar sem emojis novos até 2022

Com coronavírus, o mundo vai ficar sem emojis novos até 2022

Organização por trás das figuras afirma que preocupação atual dos voluntários com pandemia é motivo suficiente para adiar leva de 2021

por Pedro Strazza

A pandemia continua a afetar todos os ambientes ocupados pela humanidade, incluindo o digital. Isso porque a The Unicode Consortium anunciou nesta quinta (9) que a leva de novos emojis de 2021 terá seu lançamento para o início de 2022 devido a complicações geradas pelo coronavírus, o que significa uma coisa: o mundo vai ficar sem um pacote inédito dos ideogramas virtuais por mais de um ano.

O adiamento dos emojis do próximo ano é o único confirmado pelo grupo, porém. De acordo com a Unicode em seu blog oficial, a leva de 2021 teve que passar pela remarcação porque o desenvolvimento das figurinhas depende exclusivamente de voluntários, que no momento estão tendo que lidar com todos os problemas oriundos da pandemia e a crise gerada por esta. “Sob as atuais circunstâncias ouvimos de nossos contribuintes que eles tem muito a resolver no momento, então decidimos que o adiamento do lançamento seria do interesse de todos os voluntários e organizações que dependem deste padrão de qualidade” escreve o presidente Mark Davis no comunicado.

Ainda que a estreia do pacote 2020 de novos emojis continue garantida para o segundo semestre, a data para submissão de potenciais emojis inéditos também mudou, agora remarcada para entre 15 de junho e 1° de setembro. Entre os 117 garantidos para disponibilização na reta final deste ano, há a inclusão de emojis com a bandeira trans, mulheres de smoking e pais amamentando seus filhos – saiba mais aqui.

A questão, claro, é o intervalo de tempo enorme entre as inscrições e o lançamento dos escolhidos, e a organização já confirmou que há discussões sobre dividir o pacote em pequenas atualizações, adiantando por exemplo aqueles que são combinações de dois pré-existentes.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link