Uber vai distribuir milhões de máscaras a motoristas e entregadores para ajudar no combate ao coronavírus

Trabalhadores da companhia em todo o globo vão receber máscaras para contribuir na contenção da pandemia

por Matheus Fiore

A Uber anunciou essa semana seus planos para contribuir no combate à pandemia do novo coronavírus. A empresa responsável pelo principal aplicativo de transportes do mercado vai distribuir milhões de máscaras para seus motoristas e entregadores do Uber Eats pelo mundo.

Segundo a Reuters, o vice-presidente de seguro e segurança, Gus Fuldner, afirmou que a Uber que entregará em torno de meio milhão de máscaras para motoristas dos Estados Unidos que operem nas regiões mais afetadas pela pandemia. As máscaras foram encomendadas de uma empresa chinesa, que é conhecida por sua presença na fabricação de eletrônicos, mas que redirecionou seus esforços durante a crise mundial do COVID-19.

A Uber tem sido bastante ativa durante a pandemia. Em março, a empresa expandiu sua licença médica remunerada para os motoristas, a fim de evitar que eles sofram por estarem isolados em casa e sem poder trabalhar. Os motoristas diagnosticados com a doença poderão receber pelo menos 50 dólares da empresa, que vai suspender temporariamente a licença para dirigir, a fim de evitar que eles espalhem o COVID-19. O valor a ser recebido varia de país para país, mas o cálculo é o mesmo. Um motorista em São Francisco que acumulou em média US$ 28,57 por dia estará apto a receber até 400 dólares de assistência, por exemplo.

A Uber tem sido bastante afetada pelo problema mundial. Segundo a própria empresa, grandes cidades afetadas pelo coronavírus apresentaram uma queda de até 70% no número de corridas. A Uber, porém, garante que possui ao menos US$ 10 bilhões para lidar com a crise, e está investindo parte desse dinheiro na segurança e proteção de seus funcionários.

Compartilhe: