Vick financia pulmão artificial da USP e doa R$ 10 milhões em produtos para hospitais e UPAs

No Brasil, a P&G já doou mais de R$ 26 milhões entre produtos próprios e cestas básicas para comunidades vulneráveis e investimentos em pesquisas

por Soraia Alves

Vick, marca de produtos que combatem os sintomas de gripe e resfriado pertencente à P&G, anunciou doações que visam contribuir para o combate à Covid-19 no Brasil. A marca está apoiando o Projeto do Ventilador Pulmonar INSPIRE, realizado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, através da compra de um pulmão artificial, além de destinar R$ 10 milhões em itens de toda a sua linha para hospitais e UPAs de São Paulo e Rio de Janeiro, a serem utilizados pelos profissionais de saúde.

Desde o início da pandemia no país, a equipe da Escola Politécnica da USP vem trabalhando no desenvolvimento de ventiladores pulmonares de baixo custo, em um projeto intitulado INSPIRE. Com o sucesso do projeto, Vick colaborou no financiamento para a compra de um dispositivo que simula em laboratório o funcionamento de um pulmão humano. O equipamento é essencial para apoiar o desenvolvimento de aparelhos respiratórios.

“O mundo está passando por um momento único e uma iniciativa como essa é primordial para o combate à Covid-19, além de estar ligada ao nosso propósito de melhorar a vida de cada vez mais pessoas por meio da inovação e ciência”, afirma Luis Siqueira, diretor das marcas de saúde e cuidados bucais da P&G Brasil.

A marca também está doando R$ 10 milhões em produtos de toda a sua linha via Cruz Vermelha e diretamente para alguns hospitais para auxiliar os profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia a aliviar os sintomas de gripe e resfriado.

Mundialmente, Vick já havia anunciado a doação de US$ 1 milhão para a Direct Relief, uma das maiores organizações de assistência médica do mundo. Os recursos têm o objetivo de fornecer aos profissionais de saúde da linha de frente equipamentos de proteção, medicamentos e outros elementos necessários para tratar um pico antecipado nos pacientes de UTI. 

No Brasil, a P&G já doou mais de R$ 26 milhões entre produtos próprios e cestas básicas para comunidades vulneráveis, além de investimentos em projetos de pesquisas.

Compartilhe: