Após sofrer boicote de marcas e atletas, fundador da CrossFit vende empresa

Depois de comentário racista, Greg Glassman também foi acusado de assédio sexual e já havia renunciado à chefia da empresa

por Soraia Alves

No começo de junho, Greg Glassman, fundador da CrossFit, viu a empresa perder alguns patrocinadores, incluindo um contrato exclusivo de 10 anos com a Reebok. O motivo foi um comentário racista feito por Greg no Twitter, associando o caso do assassinato de George Floyd à pandemia de Covid-19, e que também levou alguns atletas da categoria anunciarem um boicote às competições do programa fitness.

Depois da repercussão negativa do comentário, Greg pediu desculpas e afirmou que não é racista. Porém, logo em seguida, o empresário teve um áudio vazado de uma reunião interna feita pelo Zoom, na qual dizia não lamentar a morte de George Floyd, além de negar que o racismo e a brutalidade policial são problemas sistêmicos. No mesmo áudio, Glassman também se mostrou contra a prática de isolamento social e ainda apoiou a teoria da conspiração de que o coronavírus foi produzido dentro de um laboratório em Wuhan, na China.

O encerramento de contratos e o boicote de atletas continuaram, e o então Chefe Executivo optou por renunciar o cargo ainda em junho. Dias depois da renúncia, um artigo do The New York Times trouxe novas acusações a Greg, detalhando um rotina de práticas sexistas e de assédio sexual do empresário com suas funcionárias, incluindo comentários grosseiros sobre mulheres em geral.

Através de um porta-voz, Glassman nega as acusações feitas pelas ex-funcionárias, e diz que trata a todos com respeito. Ainda assim, tudo isso levou o empresário a vender a Crossfit para Eric Roza, de acordo com uma mensagem enviada pelo novo CEO da empresa, Dave Castro, aos proprietários de academias afiliadas.

Eric Roza é ex-vice-presidente sênior e gerente geral da Oracle Data Cloud e proprietário de uma academia CrossFit em Boulder, Colorado. Ele também já foi diretor executivo da Datalogix, uma empresa de dados que foi adquirida pela Oracle em 2015, e presidente da TrueCoach, empresa de software para personal trainers.

O valor oficial da transação não foi revelado, mas obviamente não foi pouco. De acordo com um artigo de 2015 da Forbes, o CrossFit gera aproximadamente US$ 4 bilhões em receita anual.

Criada em 2000, a CrossFit atualmente emprega 72 pessoas. A empresa fez sucesso graças ao método rigoroso de exercícios, que agora é ministrado em aproximadamente 14 mil academias afiliadas pelo mundo, que licenciaram a marca comercial CrossFit.

Compartilhe: