Facebook aprimora algoritmo para priorizar fontes originais de notícias

Ideia da empresa é valorizar veículos da imprensa que produzam conteúdo original e, assim, ajudar a tornar eleições de 2020 mais limpas em relação à anterior

por Matheus Fiore

Nos últimos anos, as redes sociais têm sofrido bastante com as notícias falsas. O Facebook, por exemplo, se tornou uma das maiores plataformas de divulgação de fake news, ao ponto de ser apontado como um dos grandes responsáveis por fraudes em eleições pelo mundo. Desde então, a empresa de Mark Zuckerberg tem procurado formas de reverter a situação, e hoje deu mais um passo para a melhoria de seu sistema: seu algoritmo de ranqueamento de notícias vai ser aprimorado para priorizar notícias confiáveis.

Segundo o Axios, as notícias serão priorizadas de acordo com as fontes. Fontes que originalmente relatem as informações terão prioridade no feed da plataforma. A novidade chega apenas alguns meses antes da eleição americana de 2020, e claramente é um esforço do Facebook para não exercer um papel negativo na corrida eleitoral dos Estados Unidos.

Para identificar a fonte original das notícias, o Facebook utilizará inteligência artificial para analisar vários artigos que abordem um mesmo assunto ou história, e selecionará aquele que for mais citado como a fonte original. Com isso, a experiência de se consumir as notícias pelo feed não mudará tanto, mas certamente dará mais credibilidade para os veículos de imprensa que trabalhem produzindo notícias originais.

Ainda segundo o Axios, o Facebook tem conversado ativamente com executivos da imprensa, tanto profissionais da área de negócios quanto da área editorial, para melhor definir o que é uma “notícia original” e, assim, possa aprimorar seu algoritmo que impulsionará o conteúdo devido.

Compartilhe: