Apple começa a cancelar contratos de jogos do Arcade por não serem viciantes

Jogo "Grindstone" teria sido citado pela empresa nas reuniões com desenvolvedores como exemplo de título buscado para o serviço de assinatura

por Pedro Strazza

O Apple Arcade já está há quase um ano e meio na rua, mas até o momento não chegou a emplacar nenhum hit mesmo tendo lançado cerca de 120 jogos nestes primeiros meses de vida. A solução para tentar consertar o problema, pelo visto, está sendo eliminar na raiz as produções que a companhia vê como incapazes de gerar “engajamento” com o público do serviço.

É o que diz pelo menos uma reportagem do Bloomberg, que revela que a Apple estaria cancelando contratos para alguns games em desenvolvimento para o Arcade ao determinar que eles não apresentaria os níveis suficientes no “departamento”. O jornal alega que a empresa estaria atrás de jogos que deixem “os jogadores viciados” a ponto de mantê-los assinando o Arcade depois da expiração do período de teste grátis – e cita como exemplo o “Grindstone”, game de quebra-cabeças da Capybara Games que aparentemente fez muito sucesso na plataforma.

A questão aí não seria nem os objetivos da Apple com isso – que vem enfrentando problemas similares com o Apple TV+ – mas no próprio ato de cancelamento destes contratos durante uma pandemia. As fontes ouvidas pelo Bloomberg declaram que alguns dos estúdios afetados pela ação da companhia passaram por perdas financeiras significativas com o fim da parceria, mesmo a Apple tendo pago o equivalente ao que prometeu em termos de “etapas cumpridas” e prometendo que assinaria contratos com quaisquer novos títulos desenvolvidos por eles.

Este primeiro momento da Apple enquanto provedora de serviços não tem sido fácil. Além do Arcade e do Apple TV+, a empresa também viu esta semana o fim da parceria com o New York Times para o fornecimento de conteúdos para o Apple News+, plataforma de notícias que promete a oferta dos principais veículos jornalísticos em uma assinatura única, e ainda precisa expandir o Apple Card para o resto do globo após um lançamento limitado aos EUA.

Compartilhe: