“Delete o Normal”: manifesto da Jontex ressalta o que não deve voltar a ser como antes

Manifesto pede por mudanças, jogando luz naquilo que não deve mais voltar a ser como era antes, e incentivando a adesão ao movimento #NãoVolteAoNormal

por Soraia Alves

Muito tem se falado sobre “voltar ao normal” no mundo pós-pandemia. Contudo, basta uma breve reflexão para notar que esse a Jontex, em parceria com a BETC/Havas, lançou um manifesto que pede por mudanças, jogando luz naquilo que não deve mais voltar a ser como era antes, e incentivando a adesão ao movimento #NãoVolteAoNormal.

Sob o conceito “Delete o Normal”, a campanha convida o público a refletir sobre suas próprias atitudes e experiências, sobre os pensamentos considerados “normais” por grande parte da sociedade, mas que precisam ser repensados com urgência.

O manifesto faz um apelo sobre saúde sexual, o respeito ao próximo e a importância de manter relações seguras. Afinal, na época considerada “normal” para muitos, a masturbação feminina ainda é um tabu; dizer que camisinha corta o clima é desculpa para não usá-la; o machismo, meninos são sempre ensinados a serem os “pegadores”, o “não” nem sempre é respeitado, entre outras situações.

O filme ainda destaca, o número de mais de 1 milhão de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) por dia. Para todas essas situações, entre outras, a campanha da Jontex pede mudança, pois nada disso – nunca – deveria ter sido normal.

“A campanha é um convite para evitar que as relações entre as pessoas sejam como antes. Com um tom provocador, queremos deletar comportamentos nocivos que nunca deveriam ter sido considerados normais. E o poder de conexão de Jontex com as pessoas pode inspirar essa reflexão, essa mudança e a não aceitação mais de quem age de maneira errada com você”, ressalta Laura Azevedo, diretora de criação da BETC/Havas.

A ação é inspirada no projeto global da marca Durex, também do grupo Reckitt Benckiser, e será veiculada exclusivamente no ambiente digital.

Compartilhe: