Com quase metade dos selecionados, Festival de Toronto bate recorde de filmes dirigidos por mulheres

Edição de 2020 conta com estreias na direção de Regina King e Halle Berry na programação

por Matheus Fiore

Um dos mais importantes festivais de cinema nos EUA, o Festival de Toronto (TIFF) anunciou que sua edição de 2020 terá o recorde de presença de diretoras em uma só edição. Segundo a Variety, 46% dos filmes que serão exibidos foram dirigidos por mulheres, o que representa um crescimento de 10% em relação ao ano anterior.

O festival este ano conta com trabalhos de Roseanne Liang (com “Shadow in the Cloud”), Tracey Deer (“Beans”), Sonia Kennebeck (“Enemies of the State”), Chloé Zhao (“Nomadland”), além da estreia na direção de Regina King, famosa por ter vencido o Oscar de Melhor Atriz por seu trabalho em “Se a Rua Beale Falasse” e por ter protagonizado a série “Watchmen”, da HBO. Outra estrela consagrada que apresentará sua estréia como diretora é Halle Berry, com “Bruised”.

“Chegamos em um momento decisivo em que todo o mundo do cinema está abraçando o fato de que as vozes femininas foram subrepresentadas por tempo demais”, disse Cameron Bailey, diretor artístico do TIFF. “Agora é o momento em que podemos trazer mais desses filmes com olhares femininos à tona”, completou.

Outro festival que melhorou sua representação feminina na seleção oficial é o Festival de Veneza, que teve sua seleção oficial divulgada ontem. Na sua edição de 2020, o Festival de Veneza chegou a ter 44% dos filmes dirigidos por mulheres selecionados para competir por um dos mais prestigiados prêmios do cinema mundial.

Sobre outras minorias, como negros e latinos, o TIFF não forneceu dados para que avaliemos se estes grupos também estão melhor representados na seleção de 2020. O TIFF, vale lembrar, é tradicionalmente o festival que começa a temporada de premiações. Portanto, o fato de muitas diretoras terem seus filmes exibidos lá dará holofote e potencializará seus projetos, caso estes sejam bem recebidos quando exibidos.

O TIFF 2020 acontece entre os dias 10 e 19 de setembro, e abrirá com “American Utopia”, versão filmada de Spike Lee para o sucesso da Broadway inspirado pelo álbum de David Byrne. Vale lembrar que, em virtude da pandemia do coronavírus, o TIFF 2020 será um evento totalmente adaptado. Haverá, sim, sessões no cinema, mas também sessões em drive-ins, sessões virtuais e até mesmo um “tapete vermelho digital”, como informou a organização do festival.

Compartilhe: