MTV lança campanha de combate à desigualdade e violência de gênero na América Latina

Iniciativa tem como objetivo aquecer as discussões sobre desigualdade de gênero, além de envolver e incentivar os jovens sobre a causa

por Soraia Alves

MTV e a Plan International se uniram para amplificar, em toda América Latina, a campanha “Para e Pensa – A Desigualdade de Gênero Também é Problema Seu”. A iniciativa tem como objetivo aquecer as discussões sobre desigualdade de gênero, além de envolver e incentivar os jovens sobre a causa. A intenção é alertar não apenas as mulheres, mas a sociedade em geral, para esse problema. “Para e Pensa” está alinhada com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 5, que diz: “Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas”.

“Para e Pensa não é uma campanha apenas para mulheres. Nosso maior objetivo é impactar a todos, incluindo os homens, que muitas vezes possuem o papel de agentes da discriminação. Nossa campanha pretende empoderar garotas e, para inspirá-las, traz exemplos concretos e dá visibilidade para projetos e pessoas que fazem a diferença na vida real”, comenta Natasha Szaniecki, Diretora Sênior de Comunicação e Impacto Social da ViacomCBS Brasil. “Queremos provocar a audiência a não somente pensar sobre o assunto mas também agir, tornar-se relevante nessa luta dentro da comunidade na qual está inserida. Munidos de informação de qualidade e encorajados por projetos reais, todos podemos ser influenciadores“, completa.

A campanha tem diversas ações multiplataforma como promos informativos exibidos no canal de TV, posts para redes sociais e grupos de WhatsApp. Todas as iniciativas compartilham mensagens positivas e reconhece os esforços de quem está fazendo a diferença na luta pela igualdade de gênero.

A campanha também lança duas ações principais: a primeira, Segue essa @____”, apresenta, com a curadoria da MTV, pessoas e instituições cujos discursos são relevantes para informar sobre a causa. Serão destacados perfis inspiradores que merecem ser vistos e na TV haverá um QR para conectar a audiência a esses projetos. Os @s também terão espaço nas redes sociais da MTV. A segunda iniciativa, #EssaÉBoa, reunirá notícias sobre iniciativas inspiradoras sobre a causa, com o objetivo de engajar quem está em casa, com exemplos encorajadores.

Além das iniciativas citadas, a MTV criou um grupo do WhatsApp para quem estiver interessado em receber o conteúdo, em primeira mão, que vai ao ar e também conteúdos extras para apoiar a causa. Figurinhas temáticas também serão compartilhadas. Para fazer parte dessa comunidade basta acessar o grupo através do QR Code que ficará fixo na tela durante a exibição da campanha.

Violência em tempos de distanciamento social

Dados levantados pela Plan International retratam uma triste realidade: enquanto o isolamento social segue sendo muito importante para prevenir a disseminação da Covid-19, ficar em casa coloca mulheres e meninas em risco e tem como consequência o aumento a violência doméstica, além de afastá-las da educação, de serviços de proteção e da comunicação com meio externo via redes sociais.

Segundo a Plan International, a América Latina possui os maiores índices de violência de gênero do mundo. Ainda segundo a ONG, até este momento, 743 milhões de meninas estão sem acesso à educação. Tal cenário reduz a oportunidade de desenvolvimento e contribui com o aumento da disparidade de gênero no futuro. Uma menina com educação defasada tem três vezes mais chances de se casar enquanto ainda é criança e torna-se também mais vulnerável.

Ainda de acordo com a Plan International, se a orientação para ficar em casa perdurar até o fim do ano, 31 milhões de meninas e mulheres enfrentarão violência de gênero.

Compartilhe: