Primeiro “Matrix” era uma alegoria sobre transexualidade, confirma Lilly Wachowski

Diretora se diz contente que discussão veio à luz nos últimos anos e declara que o mundo corporativo da época do lançamento "não estava exatamente preparado" para trabalhar o tema

por Pedro Strazza

A intenção original de “Matrix” era ser uma grande alegoria sobre transexualidade, e ninguém mais que Lilly Wachowski confirmou isso ao mundo na última terça-feira (4). A revelação foi feita durante uma entrevista concedida pela cineasta ao Netflix Film Club, um canal de YouTube do streaming dedicado à área de cinema, com Wachowski declarando que a ideia por trás de toda a criação do universo da franquia veio justamente de explorar as narrativas trans a partir da combinação de diferentes gêneros.

No vídeo, a diretora afirma que o filme “deveria servir como uma alegoria trans e utilizar a ficção-científica como uma forma de explorar as questões de identidade e evolução” e se mostra grata que o público esteja finalmente conversando sobre a série por esta ótica. “Eu fico feliz que [essa discussão] tenha se tornado aparente, esta foi a intenção original” comenta Wachowski, que ainda aproveitou para comentar que “O mundo [na época do lançamento] não estava exatamente preparado em um nível corporativo”.

“Eu não sei o quão presente minha transexualidade esta presente em meu cérebro conforme nós íamos escrevendo o roteiro” diz a cineasta no vídeo; “Nós estávamos sempre vivendo em um mundo de imaginação. Por isso eu gravitava em direção à ficção-científica e a fantasia e jogava ‘Dungeons and Dragons’. Era tudo sobre criar mundos. Eles nos libertavam enquanto cineastas porque nós éramos capazes de imaginar coisas na época que você não necessariamente via na tela”.

As declarações podem ser conferidas na íntegra abaixo.

O debate sobre a narrativa trans da franquia já acontece há algum tempo entre o público, especialmente após Lilly e sua irmã Lana Wachowski revelarem publicamente sua identidade entre o fim e começo dos anos 10. A tendência agora é de que a discussão ganhe ainda mais fôlego conforme Lana Wachowski comanda uma nova incursão da franquia para 2022 – Lilly Wachowski não está oficialmente envolvida com o projeto.

Compartilhe: