Amazon lança farmácia online na Índia

Amazon Pharmacy permite venda de remédios apenas com receitas, mas também oferece produtos fitoterápicos e até massageadores

por Pedro Strazza

A Amazon abriu nesta sexta (14) uma nova modalidade de comércio em seu site na Índia que é dedicado ao setor farmacêutico. Intitulado Amazon Pharmacy, a nova modalidade por enquanto está disponível apenas no estado de Karnataka (onde fica a capital Bangalore), mas a companhia busca expandir o alcance das entregas a todo o o território nacional.

De acordo com o TechCrunch, a novidade permite que o usuário faça compras de remédios no site da Amazon desde que tenha posse de receitas que autorizem o uso das drogas medicinais – um fator importante, se considerar que existem lojas farmacêuticas na região que permitem a aquisição de remédios sem autorização médica. A Amazon Pharmacy ainda vende medicamentos fitoterápicos e aparelhos como medidores de glucose, nebulizadores e até massageadores de diversos fins.

Embora a Amazon já tenha testado as águas do mercado farmacêutico (e de saúde como um todo) anteriormente, esta é de fato a primeira ocasião em que a companhia abre uma categoria de seu varejo à área. A escolha da Índia não acontece por acaso: além de um mercado robusto onde a Amazon possui forte presença – incluindo em setores anômalos como de viagens aéreas e delivery – o país é considerado prioridade pela empresa desde o começo do ano, quando o CEO Jeff Bezos anunciou um investimento de 1 bilhão de dólares no território para sacramentar a “aliança mais importante deste século”.

Enquanto a nova modalidade deve ajudar o conglomerado na guerra contra outras empresas do varejo local como a Flipkart do Walmart e a rede indiana Reliance Retail (que recentemente começou a testar o e-commerce e pode se tornar uma ameaça real a Bezos na região), ela também deve criar uma nova frente de combate para a Amazon ao pô-la em conflito direto com inúmeras startups do setor. Isso inclui em especial a 1mg, que entrega hoje em mais de mil cidades do país e já lucrou mais de 170 milhões de dólares com o mercado graças a descontos substanciais nos remédios – o que explica a Amazon lançar o Pharmacy com uma promoção inicial de 20% de desconto em todos os seus produtos.

Compartilhe: