fbpx
the-owl-house-disney

Com série “The Owl House”, Disney estreia primeira protagonista bissexual

Segundo criadora da série, a Disney tinha algumas ressalvas sobre a introdução de um personagem LGBTQIA+na animação

por Soraia Alves

Em janeiro deste ano, a Disney estreou no Disney Channel a série “The Owl House” (“A Casa da Coruja” no Brasil), que agora ganha destaque por ser a primeira obra da marca a introduzir uma personagem bissexual como protagonista.

A animação conta a histórias de Luz Noceda, uma garota de 14 anos que aspira ser uma bruxa, embora não tenha muitas habilidades para isso. Ao longo dos episódios, Luz demostrou interesse por alguns personagens masculinos, e nos dois capítulos mais recentes exibidos nos Estados Unidos ela tem se relacionado com uma personagem feminina, Amity. Com isso, Luz é a primeira protagonista abertamente bissexual da Disney.

De acordo com a criadora da série, Dana Terrace, a Disney tinha algumas ressalvas sobre a introdução de um personagem LGBTQIA+ em “The Owl House”. Recentemente ela respondeu alguns fãs no Twitter: “Eu fui muito aberta sobre minha intenção de colocar crianças queer no elenco principal. Quando recebemos o sinal verde, certa liderança da Disney me disse que eu NÃO poderia representar qualquer forma de relacionamento gay ou bi no canal”, explica a criadora.

Terrace, que se identifica como bissexual, agradeceu sua “teimosia”, bem como os executivos da Disney que a apoiaram: “Eu sou bi! Eu quero escrever um personagem bi, caramba! Felizmente, minha teimosia valeu a pena e agora sou muito apoiada pela liderança atual da Disney”.

Essa não é a primeira vez que a Disney apresenta um personagem abertamente LGBTQIA+, entretanto eles são sempre secundários, como personagem lésbica Oficial Spector, dublada por Lena Waithe no filme animado “Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica”.

Em maio deste ano, “Out” estreou no Disney+ como o primeiro curta-metragem da Pixar a ter um protagonista gay.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link