Nem Daisy Ridley sabia qual era a origem de Rey durante as filmagens de “Star Wars: A Ascensão Skywalker”

Atriz afirma em entrevista que J.J. Abrams e a equipe criativa consideraram diversas resoluções para o mistério dos pais da protagonista durante a produção

por Pedro Strazza

Já faz quase nove meses que “Star Wars: A Ascensão Skywalker” chegou aos cinemas para implodir de vez a trajetória da franquia nas telonas e promoveu um encerramento da série principal que foi no mínimo controverso entre os fãs. Enquanto a recepção do filme deve estar até agora gerando dor de cabeça entre os executivos da Lucasfilm (além de potencialmente ameaçar a gerência da presidente do estúdio, Kathleen Kennedy), as declarações do elenco sobre a produção continuam a manter vivo o fogo do caldeirão midiático em torno do filme.

A questão é que se até o momento as falas dos atores foram voltadas ao tratamento da Disney sobre o andamento da última trilogia – incluindo aí John Boyega que, coitado, viu seu Finn ser evaporado da história por puro racismo – agora uma fala de Daisy Ridley deve girar as atenções pra dentro do caos que pode ter sido a realização do próprio “A Ascensão Skywalker”. Na noite desta última terça (8), a atriz britânica foi convidada do “Jimmy Kimmel Live!” e acabou revelando ao apresentador da vez (o ator Josh Gad) que nem ela sabia qual era exatamente a origem da protagonista Rey durante todas as filmagens – incluindo do último capítulo.

“No começo eu brincava com uma conexão com o Obi-Wan. Haviam diferentes versões, e de repente foi sobre como ela era ninguém.” disse Ridley no programa; “Aí veio o episódio IX e J.J. Abrams me fez o pitch do filme dizendo ‘Ah sim, você é a neta do Palpatine’ e eu achei o máximo, mas duas semanas depois ele me veio dizer que eles não tinham certeza. Então isso ficou mudando, e mesmo durante as filmagens eu não sabia qual seria a resposta”.

Você pode conferir a resposta na íntegra abaixo, a partir de 1:49:

Embora a questão do mistério sobre reviravoltas importantes seja hoje uma estratégia habitual deste tipo de produção em Hollywood (nunca esqueça que a esmagadora maioria do elenco dos últimos dois “Vingadores” nem sabia o contexto de suas falas) e os atritos entre os filmes da mais recente trilogia sejam conhecidos, as declarações de Ridley levantam polêmica por sugerir que mesmo durante o processo da produção a equipe criativa do nono episódio de “Star Wars” não tinha ideia de partes fundamentais da história do longa.

Vale dizer que este não é o primeiro problema de bastidores de “A Ascensão Skywalker” que vem ao público – mesmo antes da estreia o projeto teve que lidar com uma troca na direção e a opção por manter o planejamento de estreia durante este processo. Mas se até mesmo a atriz que faz o principal papel do longa não teve acesso a uma informação crucial de sua personagem durante a produção, fica difícil argumentar que o desfecho da saga foi mesmo bem pensado por todos os envolvidos.

Compartilhe: