Vendas de vinil superam as de CDs pela primeira vez desde os anos 80

Ainda assim, streaming foi responsável por 85% da receita na indústria da música nos primeiros 6 meses do ano

por Soraia Alves

De acordo com o relatório divulgado pela Recording Industry Association of America, sobre o estado da indústria musical nos Estados Unidos, pela primeira vez desde os anos 80 as vendas de vinil superaram as de CDs. As vendas de álbuns de vinil aumentaram 4%o desde o primeiro semestre de 2019, somando US$ 232 milhões.

O relatório também trouxe resultados já esperados, como o crescimento das plataformas de streaming, além de uma maior que das vendas físicas. No geral, as vendas físicas gerais caíram 23%, totalizando US$ 376 milhões. Entre as razões para a queda estão o impacto da pandemia de Covid-19 na indústria da música, desde o fechamento de lojas físicas até o adiamento de lançamentos por artistas neste ano, além da óbvia crise econômica geral.

A pandemia também mudou consideravelmente o consumo de música por plataformas de streaming, por isso não é surpresa que as assinaturas de streaming cresceram. O Spotify, por exemplo, adicionou 12 milhões de assinantes Premium durante os 6 últimos meses, atingindo um total global de 138 milhões de assinantes. A receita total do streaming aumentou 12%, fechando até agora em US$ 4,8 bilhões.

O crescimento nas receitas de streaming suportado por anúncios desacelerou em 3% em meio a uma queda na receita de publicidade em vários setores. Apesar disso, a receita de streaming suportada por anúncios ainda foi maior do que as vendas físicas e downloads digitais durante esse período.

O relatório mostra que o streaming foi responsável por 85% da receita na indústria da música nos primeiros 6 meses do ano, ante 79% em todo o ano de 2019.

Compartilhe: