Novo carregador da Xiaomi abastece a bateria inteira de um smartphone em menos de 20 minutos

Produto é o mais moderno do mercado e supera modelo da Oppo que fazia o mesmo trabalho em meia hora

por Matheus Fiore

A Xiaomi anunciou um carregador turbo de 80w, capaz de carregar celulares com 4000 mAh de bateria em 100% em menos de vinte minutos. Segundo a empresa, em apenas cinco minutos os smartphones poderão ter 50% da bateria. Não é o primeiro carregador do tipo lançado pela empresa, mas é, de longe, o mais competente feito até hoje pela gigante tecnológica chinesa.

Para anunciar o produto, a Xiaomi divulgou um vídeo que mostra um celular sendo carregado ao lado de um relógio. Com um simples time lapse que faz a propaganda ter curtos 48 segundos, o vídeo mostra como em apenas 19 minutos, o aparelho vai de zero a 100% de bateria. O Mi 10 Ultra, da empresa, já possuía uma tecnologia de carregamento de 50w, que permitia que sua bateria de 4500 mAh fosse completamente carregada em 40 minutos.

Em 2019, a também chinesa Oppo anunciou um carregador turbo capaz de carregar 100% de uma bateria de 4000 mAh em 30 minutos. Na época, era o mais moderno do mercado. O novo produto da Xiaomi, porém, é ainda mais potente que o da sua concorrente. A Xiaomi ainda não anunciou quando o produto chegará ao mercado, nem se ele virá junto com algum aparelho ou se será um produto vendido à parte.

Com a modernização dos smartphones nos últimos anos, a bateria se tornou um dos aspectos mais importantes para o público consumidor, já que aparelhos mais potentes exigem também baterias que aguentem um dia inteiro. Aos poucos, todas as empresas aceitaram essa realidade e investiram em baterias melhores. Entretanto, o carregamento rápido ainda é uma exclusividade de poucas empresas.

A Apple, por exemplo, melhorou suas baterias, mas possui um carregamento muito lento quando se usa os acessórios que vem (ou vinham) nas caixas dos iPhones. Porém, a empresa vende, separadamente, carregadores mais potentes, de 20w e 30w – que, vale dizer, ainda estão muito aquém dos produtos de seus concorrentes.

Compartilhe: