Diageo apresenta plano de sustentabilidade para os próximos 10 anos

Diageo apresenta plano de sustentabilidade para os próximos 10 anos

Plano traz 25 iniciativas de sustentabilidade que contemplam atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas

por Soraia Alves

Gigante da indústria alcoólica, a Diageo anunciou o plano “Sociedade 2030: Espírito do Progresso”, que traz 25 iniciativas de sustentabilidade que contemplam atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. O plano de sustentabilidade é parte de um projeto maior da Diageo, o “Decade of Action”, que foca em ações em três áreas principais: promoção do consumo positivo de álcool; defesa da inclusão e da diversidade e sustentabilidade.

Entre as iniciativas voltadas para o meio ambiente, a Diageo pretende contar com 100% de energia renovável para atingir emissões líquidas de carbono zero em operações diretas, além de trabalhar com fornecedores para reduzir as emissões de carbono indiretas em 50% até 2030. As destilarias Oban e Royal Lochnagar, na Escócia, se tornarão neutras em carbono já até o final de 2020.

Além disso, a Diageo garantirá que cada bebida que produzir usará 30% menos água do que hoje e, simultaneamente, entregará mais de 150 projetos comunitários voltados para água em todo o mundo. A empresa também apoiará 150 mil pequenos agricultores com técnicas agrícolas para regenerar a terra e construir a biodiversidade e, até 2030, garantirá que o negócio esteja usando 100% de conteúdo reciclável em todas as suas embalagens.

Sobre os outros do plano geral, até 2030 a Diageo planeja mudar as atitudes de 5 milhões de motoristas em relação ao consumo de álcool e direção, e vai educar mais de 10 milhões de pessoas sobre os perigos do consumo de álcool por menores. A última iniciativa será executada por meio do Smashed, seu programa de conscientização sobre o álcool e que opera em todos os continentes.

De acordo com suas metas de inclusão, a Diageo tem como objetivo atingir 45% de representação de líderes de origens étnicas diversas, bem como garantir que 50% de todos os líderes sejam mulheres. Com isso, a marca pretende capacitar 1,7 milhão de pessoas.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link