Twitter cogita criar assinaturas pagas para oferecer conteúdo exclusivo

Twitter cogita criar assinaturas pagas para oferecer conteúdo exclusivo

Hashtags e figurinhas exclusivas, além de maior personalização de sua conta, seriam alguns dos recursos oferecidos

por Matheus Fiore

A principal ferramenta de monetização do Twitter são os anúncios personalizados, mas não só a comunidade não gosta muito do recurso, como a própria empresa de Jack Dorsey entende que ela não é exatamente a melhor forma de lucrar com a rede social. Por isso, o Twitter está prestes a implementar um novo recurso para fazer dinheiro.

Segundo a Bloomberg, a plataforma está considerando vender uma experiência sem anúncios, possibilitando que o usuário pague uma taxa (que ainda não se sabe se seria mensal, semestral, anual ou vitalícia) para que não visualize nenhuma propaganda em sua timeline. Outra novidade seria a implementação de recursos exclusivos de quem pagasse por essa assinatura.

Os assinantes “premium” poderiam ter acesso a uma maior variedade de cores na customização de seus perfis, além de ter figurinhas exclusivas e hashtags personalizadas. Um dos principais recursos, porém, seria a possibilidade de você criar e consumir conteúdo exclusivo das contas que te interessam. Com isso, por exemplo, criadores de conteúdo, empresas, serviços e influenciadores em geral poderiam criar postagens exclusivas, bem como acontece na assinatura premium do YouTube.

As novidades não sugerem que o Twitter passará por uma grande reformulação pois, afinal, a maior parte do público do microblog ainda terá a rede social da mesma forma. Caso as novidades se confirmem, entretanto, será muito mais fácil de desenvolver comunidades fechadas sem a necessidade de ter uma conta trancada na rede social.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link