fbpx
cover-facebook4

Facebook dobrou quantidade de conteúdos removidos por assédio e bullying no fim de 2020

Mais de 6 milhões de postagens foram removidas entre outubro e dezembro

por Matheus Fiore

O Facebook divulgou seu novo relatório de transparência, que cobre o período entre outubro e dezembro de 2020. Segundo a empresa, o seu trabalho na moderação de conteúdo foi aprimorado, e resultou na duplicação da quantidade de conteúdo de assédio e bullying removido da rede social. No mesmo período de 2019, o Facebook removeu 2,8 milhões de publicações, enquanto em 2020, o número chegou a 6,3 milhões.

É claro que vários fatores diferem 2019 de 2020. Além da pandemia do novo coronavírus ter influenciado drasticamente na vida das pessoas de todo o mundo e ter nos feito utilizar mais redes sociais – e isso inclui, claro, as pessoas que praticam esse discurso agressivo nas redes –, em 2020 houve também a eleição presidencial vencida por Joe Biden.

A empresa, porém, destaca que o aumento dos números se dá também pelo aprimoramento dos sistemas de moderação do próprio Facebook. Hoje, a companhia de Mark Zuckerberg utiliza inteligência artificial aliada com ação humana, principalmente em postagens em idiomas que não sejam o inglês. Anteriormente, o trabalho era majoritariamente feito por algoritmo, o que gerava maior possibilidade de erros pelo fato de muitas pessoas proferirem discursos proibidos de maneira disfarçada.

Como resultado, grupos extremistas, discurso de ódio, assédio, bullying, conteúdo relacionado a autoflagelo e suicídio e demais assuntos negativos encontram cada vez menos espaço nas plataformas do Facebook – que detém, também, Messenger, WhatsApp e Instagram .

Compartilhe:
icone de linkCopiar link