jornal-libano-sangue

Jornal libanês mistura sangue com tinta para imprimir edição especial dramática

Edição teve como objetivo levar uma mensagem resistência ao público, num tributo a todo o sangue derramado na luta por justiça no país

por Soraia Alves

O jornal libanês Annahar publicou uma edição especial com sangue de verdade misturado à tinta da impressão. Chamada Bloodline Edition, a edição teve como objetivo levar uma mensagem de amor e resistência ao público, num tributo a todo o sangue derramado na luta por justiça no país.

A tinta usada para imprimir o jornal foi feita com amostras de sangue libanês. A primeira página especial do jornal trazia uma árvore de cedro, símbolo do país presente em sua bandeira, crescendo de um coração anatômico. O desenho também enviou uma mensagem sobre o colapso social, injustiças e política que estão em andamento no país.

“Esta é uma homenagem a todo o derramamento de sangue ao longo de nossa luta por justiça e uma oportunidade de nos perguntar se ainda amamos nosso país, apesar do colapso atual. É também uma mensagem crucial de resistência: acabe com o sangramento”, dizia o texto do jornal.

A ação, produzida em conjunto com a agência Impact BBDO, também busca incentivar os libaneses a expressarem seu amor pelo país através do endthebleed.org.

A ideia da ação já foi vista outras vezes. Em 2007, a campanha “Bonded by Blood”, da TBWA/Whybin para a Adidas, apresentou uma série de posters impressos também com sangue misturado à tinta. No caso, os sangues eram de amostras dos jogadores do All Black, time de rugby da Nova Zelândia patrocinado pela marca. A campanha inclusive foi destaque no Cannes Lions daquele ano, vencendo na categoria Promo.

Compartilhe: