cervejaria-dadiva-violencia-domestica

Campanha da Cervejaria Dádiva questiona silêncio social diante da violência doméstica contra mulher

Campanha expõe a necessidade de um debate social amplo e elucidativo sobre a violência contra a mulher e a responsabilidade enquanto sociedade

por Soraia Alves

A Cervejaria Dádiva aproveita o Dia Internacional da Mulher para alertar sobre um problema que muitas mulheres ainda enfrentam: a violência doméstica. A marca, criada e gerida por uma mulher, sempre aborda as desigualdades de gênero e, neste ano, a ação questiona o silêncio pernicioso da sociedade diante da violência doméstica contra a mulher, que aumentou ainda mais no cenário de isolamento social decorrente da pandemia.

Dados publicados em abril de 2020 pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública indicam crescimento da violência doméstica e familiar no Brasil, apontando que o número de feminicídios aumentou 46% em São Paulo, 67% no Acre e triplicou no Rio Grande do Norte.

Muitas vezes, a mulher sofre violência doméstica e não sabe que vive uma situação de abuso. Em outras, ela tem conhecimento do fato, mas não denuncia seu agressor porque sente vergonha, por dependência emocional ou financeira. Mesmo em casos em que a denúncia é feita, abundam relatos de ineficácia em punir agressores ou prevenir novas agressões.

Neste contexto, a ação da Cervejaria aponta que a denúncia é uma responsabilidade coletiva, não apenas da mulher agredida. Por isso, as pessoas não devem se calar diante de uma agressão física ou psicológica contra a mulher.

“Essa não é uma data marcada por celebração, mas por luta. É o símbolo de uma batalha que travamos todos os dias por direitos. Buscamos hoje, sim, equidade de gênero – questão que nos é tão urgente e necessária – mas algumas mulheres ainda batalham pela simples sobrevivência. E, o que é mais triste, dentro de suas próprias casas”, pontua Luiza Lugli Tolosa enquanto explica o que motivou a criação da campanha de Dia das Mulheres da cervejaria Dádiva, da qual é sócia-fundadora.

A campanha expõe a necessidade de um debate social amplo e elucidativo sobre a violência contra a mulher e a responsabilidade enquanto sociedade de ajudar a quebrar o silêncio e motivar uma mudança efetiva.

O nome da campanha virá estampado na lata da cerveja e estará coberto por uma fita. A ideia é que quando o cliente tire essa fita, o tema de torne pauta de conversas. O rótulo também convida o público a procurar sobre o tema nas mídias sociais da cervejaria, Instagram e Facebook, onde encontrará as informações sobre a campanha, conteúdo sobre violência doméstica e indicações de projetos que apoiam mulheres que passam por esse tipo de situação.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link