2287f93c-f9e7-4840-b8b6-47d993a6a392-AP_APTOPIX_Virus_Outbreak_Trump

YouTube planeja remover suspensão de Donald Trump quando o “risco de violência” diminuir

Informação foi confirmada pela CEO da plataforma, Susan Wojcicki

por Pedro Strazza

CEO do YouTube, Susan Wojcicki confirmou na última quinta-feira (4) que a atual suspensão de Donald Trump na plataforma não é permanente. A previsão do fim da restrição ao perfil do ex-presidente dos EUA é incerta, porém, dado que a rede social apenas tomará a medida quando acreditar que o perigo de violência envolvido foi reduzido.

A declaração foi dada pela executiva durante uma entrevista para o Atlantic Council na plataforma, no qual ela citou as ameaças divulgadas pela segurança do Capitólio sobre um possível novo ataque ao edifício. “O canal permanece suspenso devido ao risco de incitação à violência. Considerando os avisos dados ontem pela polícia do Capitólio sobre um potencial ataque hoje, eu acho que está bem claro que o risco de violência elevada permanece” disse Wojicicki durante o encontro; “No entanto, eu quero confirmar que nós vamos desativar a suspensão do canal. Nós iremos fazer isso quando determinarmos que o risco de violência ser reduzido”.

A CEO também comentou que o canal de Trump, quando for restaurado, “estará sujeito às mesmas políticas que todo outro canal segue” – incluindo aí o sistema de strikes, do qual ele já é considerado que ele possui um depois dos eventos no início de 2021.

Você pode conferir o comentário na íntegra abaixo, a partir de 28 minutos e 20 segundos.

Trump está suspenso do YouTube e de outras plataformas desde o começo do ano, quando usou seus perfis para incentivar apoiadores extremistas a contestar o resultado das eleições presidenciais do país bem no momento em que estes estavam buscando invadir o Capitólio. Enquanto o Twitter já confirmou que o executivo está banido de seu ecossistema, o Facebook ainda está para decidir o caso junto de seu conselho independente.

Compartilhe: