Dj2LIxLW0AUyKmd

Com aposta no digital, LEGO registra maiores taxas de crescimento dos últimos 5 anos

CEO justifica resultados em plano de longo prazo e expansão da rede de lojas e da aposta em produtos digitais

por Pedro Strazza

A LEGO postou nesta quarta (10) o seu relatório financeiro de 2020 e confirmou que seu negócio está de vento em popa mesmo com a pandemia. Os números apresentados pela companhia incluem as taxas de crescimento nos lucros mais altas nos últimos 5 anos, com a arrecadação anual das vendas batendo recorde histórico para a fabricante ao crescer 13% e chegar a 40,33 bilhões de reais.

Além disso, a operação da empresa foi mais uma vez lucrativa em 2020, crescendo os ganhos em 19% para registrar 11,9 bilhões de reais, e o resultado líquido foi de 9,14 bilhões após um aumento de 19%. Os números botam a LEGO num patamar bem acima das maiores concorrentes, a Hasbro e a Mattel que encerraram o ano reportando volumes de vendas de respectivamente 31,63 bilhões e 26,51 milhões de reais.

A pandemia em tese tem a ver com os bons resultados da fabricante dinamarquesa, mas aos olhos do CEO Niels B. Christiansen o cenário tem muito a ver com a aposta dobrada da empresa em plataformas online e produtos com elementos digitais. “Nos últimos dois anos nós fizemos investimentos de larga escala em iniciativas pensadas no apoio ao crescimento de longo prazo.” escreve o executivo em declaração oficial no relatório; “Em 2020, nós começamos a ver os benefícios destas, em especial no e-commerce e na inovação do produto”.

O Bloomberg ainda aponta que a companhia também inaugurou mais lojas ao longo do último, chegando a 678 unidades no mundo ao realizar uma expansão de 25% da rede, reflexo da falência de redes relevantes como a Toys ‘R’ Us. A fala do executivo denota bem a expansão agressiva da LEGO nos últimos meses, porém: desde que evitou a falência em 2003, a fabricante vem apostando cada vez mais em parcerias e produtos licenciados, e com um revés e a escolha de Christiansen para a liderança em 2017 o portfólio começou a se arriscar mais na tecnologia.

Essa estratégia ficou mais evidente ao longo do último ano com duas linhas de produtos: a do “Super Mario”, fruto maior da parceria com a Nintendo que tem como centro uma minifig do Mario com uso de LEDs e caixas de som; e a LEGO Vidiyo, que busca levar a proposta de brincar da marca para as redes sociais – em especial o TikTok. E a expectativa para os próximos meses é de que mais brinquedos do tipo sejam anunciados e comercializados.

Christiansen ainda escreve no relatório que a LEGO entra em 2021 com o “otimismo” de registrar novos crescimentos, embora não na altura dos 21% que o volume de vendas ao consumidor apresentou nos últimos meses. O CEO também confirma que mais funcionários estão sendo contratados para projetos digitais, garantindo que o bloco físico permanece sendo o coração da companhia.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link