nikeball
Imagem: Reprodução

Com bola ameaçadora, comercial da Nike alerta para perigos da masculinidade tóxica no esporte

Marca também lança anúncio de dois minutos voltado à questão da desigualdade de gênero no Japão

por Pedro Strazza

A Nike inaugurou nesta terça (8) uma nova campanha focada no combate à masculinidade tóxica e a desigualdade de gênero, duas questões sociais que afetam também a forma como o público encara o esporte. Os trabalhos fazem parte da “Play New”, ação que a companhia iniciou em maio e primeiro de olho no lado positivo da prática esportiva e como ela ajuda a população de formas diferentes no dia a dia.

Desta vez, porém, o tom é mais sério e até ameaçador nas duas novas peças, que são bastante localizadas em contextos específicos. A que deve ganhar mais destaque é “Toxic Football”, preparada pela Wieden + Kennedy London e que é protagonizada por uma bola envelhecida e vilanesca que cospe os clichês de “machão” como lições de moral para “ajudar” os jogadores a obterem sucesso no meio.

Com 50 segundos, o anúncio ainda conta com participação de Marcus Rashford, jogador do Manchester United. Confira na íntegra abaixo.

Já a segunda peça é mais longa – são 2 minutos de duração – e é feita pela W+K Tokyo para o mercado japonês. Batizado de “New Girl”, o comercial aborda de forma quase surreal a imensa disparidade de oportunidades entre homens e mulheres no país a partir da pressão vivida por uma mulher grávida ao saber que sua cria será do sexo feminino. Além da crítica frontal ao fato do Japão estar na 123° posição do ranking de igualdade de gênero, a Nike também trata bastante do fato de atletas japonesas serem bastante criticadas no país por retornarem às atividades esportivas depois de terem filhos. Confira abaixo.

Tanto “Toxic Masculinity” quanto “New Girl” são interessantes por expandirem o conceito da “Play New”, uma campanha em tese “leve”, e levar a Nike para temas mais sensíveis de uma maneira lúdica e ilustrativa. Considerando o histórico recente da marca, a manobra faz todo o sentido.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link