fbpx
hero-image.fill.size_1248x702.v1623954665
Imagem: Tesla

Uber compra cinquenta mil veículos da Tesla para acelerar transição pro carro elétrico nos EUA

Volume será distribuído junto da Hertz e tem meta de terminar "empurrão" até 2030

por Pedro Strazza

O Uber segue comprometido com a meta de tornar elétrica toda a sua frota de veículos cadastrados nos EUA até 2030. Nesta quarta-feira (27), a companhia anunciou a compra de cinquenta mil veículos da Tesla, todos vindo e a serem distribuídos por uma parceria com o serviço de locação de veículos Hertz – que na terça (26) confirmou a aquisição de cem mil modelos da fabricante.

A disponibilização dos veículos já começa em 1° de novembro, com o Uber e a Hertz permitindo a locação a princípio por US$ 334 a semana, incluindo aí manutenção e seguro, e mais pra frente a US$ 299 – apenas motoristas com avaliação superior a 4.7 e com histórico de 150 viagens estarão aptos a pedir um Tesla. Enquanto o programa funciona somente nas cidades de Los Angeles, São Francisco, São Diego e Washington (grandes centros, portanto), até o fim do ano a previsão é que ele esteja a disposição de todo o país, com a companhia mirando terminar de alugar os carros adquiridos até 2023.

Claro que o preço é alto, mas o plano do Uber é vencer nas vantagens e descontos. Além dos veículos elétricos naturalmente oferecerem menos custos de abastecimento e conserto em relação aos movidos por gasolina, o app da empresa há meses paga 50 centavos extras por corrida aos motoristas que usam modelos do tipo, um bônus que aumenta para US$ 1,50 quando o transporte utilizado é movido a bateria.

O desafio é imenso da parte da companhia – o Bloomberg reporta que apenas 1% das corridas nos EUA hoje são com carros elétricos – mas necessário. Tanto fabricantes quanto estados estão aderindo em massa ao mercado de veículos movidos por eletricidade, com direito a regiões importantes como a Califórnia exigindo que 90% das frotas desses serviços sejam da categoria até 2030 e outras como a cidade de Nova York impondo que até 2035 a venda de carros movidos a gasolina seja banida. O tempo segue passando.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link