NEW YORK – DECEMBER 22, 2014: taxicabs and traffic jam congestio
Imagem: Mirko Vitali

Nova York vai banir venda de carros movidos a gasolina no estado a partir de 2035

Agências do estado devem ajudar mercado a fazer transição até 2023 e lançar projetos que ajudem comunidade a aderir a alternativas sustentáveis de transporte

por Pedro Strazza

O estado de Nova York colocou um horizonte para a proibição definitiva da venda de carros movidos a gasolina em seu território. A governadora Kathy Hochul aprovou na última semana uma emenda feita pelo congresso e senado estaduais que bane o mercado de veículos do tipo a partir de 2035, a fim de reduzir as emissões de carbono da região em até 35% e ajudar o estado a atingir suas metas climáticas atuais – os quais envolvem reduzir em até 85% os níveis atuais de gases até 2050.

De acordo com a nova lei, a proibição vale para vendas de carros de passageiros e caminhões e institui a agências estaduais que trabalhem em projetos que apoiem a adesão das comunidades a veículos sustentáveis pelos próximos 14 anos – o que inclui além do carro elétrico o incentivo ao uso de bicicletas e alternativas para pedestres. O plano também inclui a remodelação do mercado para o formato até 2023, garantindo assim uma transição gradual a todos os negócios envolvidos. Veículos de médio e grande porte também terão que acatar à proibição a partir de 2045.

O desafio maior parece ser mesmo instalar uma rede de carregamento elétrica para dar conta do volume de tráfego do estado – em especial da cidade de Nova York – mas o trabalho vai além da infraestrutura. De acordo com o Ars Technica, apenas 1% dos veículos vendidos atualmente no território são elétricos.

A publicação da emenda em Nova York acompanha outros estados dos EUA, incluindo a Califórnia e Massachussetts que estabeleceram a mesma data final de 2035 no último ano. O avanço é lento, porém: em Washington, uma lei banindo a venda de carros a partir de 2030 acabou vetada pelo governador Jay Inslee.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link