"Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa" foi o filme mais bem avaliado de 2021 no Letterboxd
vIPIyTJqcgOKgKcExCvTDpLpTYW
Imagem: Divulgação

“Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa” foi o filme mais bem avaliado de 2021 no Letterboxd

Sequência empatou com outras cinco produções com a melhor média de avaliação da rede social; "O Caso Evandro", enquanto isso, aparece na lista de melhores minisséries documentais

por Pedro Strazza

2021 foi o ano dos fãs no Letterboxd. A plataforma divulgou na madrugada desta segunda-feira (10) o Year in Review, sua tradicional retrospectiva do ano, e confirmou que “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa” foi o lançamento melhor avaliado dos últimos doze meses na rede social dedicada ao cinema. O longa também foi eleito o filme de ficção científica e de ação e aventura melhor avaliado do ano.

O mais interessante é que a média 4.2 alcançada pela sequência do herói da Marvel empata tecnicamente com outros cinco produções no top 10 divulgado pela companhia, e ainda que nos dígitos deva se sobressair, o número sozinho mostra como 2021 foi um ano de vários nichos no aplicativo. Além de “Sem Volta Para Casa”, o novo filme do anime “Evangelion”, o drama indonésio “Yuni”, o japonês “Drive My Car”, o norte-americano “Sempre em Frente” e o filipino “Cleaners” registraram a mesma média nas 168 milhões de avaliações registradas pelos usuários. No número de filmes marcados como assistidos, o Letterboxd registrou um novo recorde: mais de 258 milhões de produções foram ticadas pelos usuários, quase 40 milhões a mais que em 2020. Do topo da lista, apenas quatro – “Homem-Aranha”, “Evangelion”, “Duna” e “Judas e o Messias Negro” – foram lançados no Brasil.

Assim, o ranking de avaliações de 2021 da plataforma ficou da seguinte forma:

1°. “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa” (média: 4.2)
2°. “Evangelion: 3.0+1.0 Thrice Upon a Time” (média: 4.2)
3°. “Yuni” (média: 4.2)
4°. “Drive My Car” (média: 4.2)
5°: “Sempre em Frente” (média: 4.2)
6°: “Cleaners” (média: 4.2)
7°: “The Worst Person in the World” (média: 4.1)
8°: “Licorice Pizza” (média: 4.0)
9°: “Duna” (média 4.0)
10°: “Judas e o Messias Negro” (média: 4.0)

Enquanto no ano passado o Brasil teve uma presença forte na retrospectiva graças a “Bacurau” e “AmarElo”, em 2021 o país apenas aparece com “O Caso Evandro” na lista de minisséries documentais. A produção do Globoplay perdeu apenas para “The Beatles: Get Back” na categoria, mas superou outros projetos queridinhos do ano como “McCartney 3, 2, 1” e “Faz de Conta que NY É Uma Cidade”.

Em outras áreas, “Summer of Soul” foi considerado pela média dos usuários o melhor documentário de 2021, enquanto “All Too Well”, de Taylor Swift, acabou em primeiro na categoria de curtas-metragens. Nas minisséries, a sul-coreana “A Caminho do Céu” surpreendeu ao liderar em cima de queridinhos como “Maid”, “The Underground Railroad” e “Mare of Easttown”. Por fim, o especial de comédia pandêmico “Inside”, de Bo Burnham, foi o melhor avaliado da categoria, enquanto “Amor, Sublime Amor” foi o melhor avaliado no concorrido gênero dos musicais.

Já na seção de mais populares, quem acabou em primeiro foi mesmo o “Duna” de Denis Villeneuve. Talvez pelo lançamento tardio do segundo, a produção ficou levemente à frente de “Sem Volta Para Casa” no engajamento da plataforma, com 633 mil usuários logando o filme e outros 248 mil curtindo o épico de ficção-cientifica – o longa do Homem-Aranha, enquanto isso, terminou 2021 com “apenas” 553 mil marcando-o como assistido e outros 261 mil dando uma curtida.

Depois dos dois, a lista é dominada por super produções, ainda que surpreenda a posição de projetos como “A Crônica Francesa” e “Noite Passada em Soho”. Nada menos que quatro filmes de super-herói marcam presença (três só do Marvel Studios), e há até espaço para o inflamado “Não Olhe Para Cima”, que quebrou recordes da Netflix na virada do ano. No mês a mês, repara-se com exatidão a concorrência alta dos últimos meses, com nenhum filme mantendo a primeira posição e apenas “Duna” e “Nomadland” registrando 3 presenças no top 5 do calendário de 2021.

O top 10 ficou da seguinte forma:

1°. “Duna”
2°. “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa”
3°. “Viúva-Negra”
4°. “O Esquadrão Suicida”
5°. “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis”
6°. “A Crônica Francesa”
7°. “Luca”
8°. “Não Olhe Para Cima”
9°. “Cruella”
10°. “Noite Passada em Soho”

Por fim, o Letterboxd declara que Zendaya e Willem Dafoe foram pela primeira vez a atriz e o ator mais vistos pelos usuários no ano, enquanto Denis Villeneuve foi o diretor mais “consumido”. “Inside” foi o filme mais reassistido, enquanto “Querido Evan Hansen” foi o projeto de recepção mais dividida e “Ele É Demais”, o remake de “Ela É Demais”, acabou sagrado como o mais odiado.

Você pode conferir o relatório completo do Year in Review do Letterboxd aqui.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link