ju8O2WUkm83YcTEfGBqMQIpUT2F

“Bacurau” entra no top 5 de lançamentos melhor avaliados na retrospectiva 2020 do Letterboxd

Filme de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles ficou em 5° lugar no ranking geral e lidera lista de filmes não americanos; "Minari" e "Nomadland" são eleitos os melhores pela rede social

por Pedro Strazza

Já faz quase dois anos que “Bacurau” fez sua grande estreia no Festival de Cannes, mas o filme de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles segue impactando pessoas ao redor do globo. Prova maior disso é que o longa conseguiu registrar a 5° posição no ranking de lançamentos melhor avaliados na já tradicional retrospectiva do Letterboxd, que divulgou nesta segunda (11) a edição 2020 do seu “Year in Review”.

O brasileiro aparece na lista empatado tecnicamente com a animação “Wolfwalkers”, o “Mangrove” da antologia “Small Axe” e os dramas “The Father” e “O Som do Silêncio”, que também mantém hoje uma média de 4.1 nas avaliações dos usuários. Com um salto considerável de uso da plataforma em relação à 2019 – nos últimos 12 meses foram mais de 210 milhões de filmes marcados como assistidos, contra 116 milhões do anterior – o Letterboxd coroou como melhor filme do ano o drama “Minari”, com “Nomadland” e “Soul” ocupando a segunda e terceira posição respectivamente.

Assim, a lista de lançamentos melhor avaliados de 2020 do Letterboxd ficou da seguinte maneira:

1°. “Minari” (média: 4.3)
2°. “Nomadland” (média: 4.2)
3°. “Soul” (média: 4.2)
4°. “Wolfwalkers” (média: 4.1)
5°. “Bacurau” (média: 4.1)
6°. “O Som do Silêncio” (média: 4.1)
7°. “Small Axe: Mangrove” (média: 4.1)
8°. “The Father” (média: 4.1)
9°. “E Então Nós Dançamos” (média: 4.0)
10°. “Promising Young Woman” (média: 3.9)

Ainda nas listas de avaliações, além de “Bacurau” naturalmente liderar o ranking de filmes “internacionais” (ou seja, produzidos fora dos Estados Unidos), o Brasil também aparece como destaque na categoria de música, com “Emicida: É Tudo Pra Ontem” em primeiro lugar. O registro do show do cantor no Theatro Municipal conseguiu ficar à frente de queridinhos como o “Folklore” de Taylor Swift, o “American Utopia” de David Byrne e a versão filmada de “Hamilton” ao registrar uma impressionante média de avaliação de 4.6 estrelas.

Nos documentários, o filme mais querido dos usuários do Letterboxd foi “The Three Deaths of Marisela Escobedo” e a minissérie melhor avaliada acabou sendo o “The History of the Seattle Mariners” – uma surpresa, dada a imensa popularidade de “Arremesso Final” na Netflix e na ESPN. Por fim, “I May Destroy You” foi eleita a minissérie melhor avaliada de 2020, vencendo colossos como “Normal People”, “O Gambito da Rainha” e os episódios de “Small Axe”.

Já entre os filmes mais populares de 2020, a grande surpresa é a liderança do “Tenet” de Christopher Nolan. O polêmico filme do diretor conseguiu se tornar o mais comentado da plataforma mesmo com a estratégia torta de distribuição nos cinemas durante a pandemia, acumulando 260 mil visualizações e cerca de 72 mil curtidas no Letterboxd nos últimos meses.

A lista de mais populares é bem mais interessante que a de 2019, vale acrescentar, dado que a ausência de blockbusters favoreceu uma maior presença de produções menores. Isso inclui o polêmico “Estou pensando em acabar com tudo” de Charlie Kaufman, que acabou na segunda posição da lista, e o espanhol “O Poço”, que surge em décimo lugar. O top 10 ficou da seguinte forma:

1°. “Tenet”
2°. “Estou pensando em acabar com tudo”
3°. “Aves de Rapina”
4°. “O Homem Invisível”
5°. “Palm Springs”
6°. “Soul”
7°. “Dois Irmãos”
8°. “O Diabo de Cada Dia”
9°. “Borat: Fita de Cinema Seguinte”
10°. “O Poço”

As listas de mais populares por mês também refletem mais os efeitos da pandemia e dos eventos de 2020, com direito a múltiplas aparições de grandes nomes da temporada de prêmios como “Parasita”, “Joias Brutas”, “Retrato de uma Jovem em Chamas” em meses avançados – o filme de Bong Joon-ho aparece até mesmo nos mais vistos de novembro. Destaque especial para “A 13° Emenda”, que apesar de ser de 2016 conseguiu aparecer no top 5 do mês de junho por conta dos efeitos dos protestos sobre a morte de George Floyd.

Por fim, para a surpresa de ninguém o ator e atriz mais vistos pelo público em Letterboxd em 2020 foram respectivamente Samuel L. Jackson e Scarlett Johansson. Já o diretor mais logado pelos usuários foi Christopher Nolan, enquanto o filme mais reassistido foi “Hamilton”.

Você pode conferir a retrospectiva completa na página oficial do Letterboxd.

Compartilhe: