Smirnoff cria sua versão do paraíso em The Apple Bite

Smirnoff cria sua versão do paraíso em The Apple Bite

Com um toque surreal e serpentes criadas por computação gráfica, filme leva a assinatura da Mother

por Amanda de Almeida

Diz a Bíblia que, no início dos tempos, Adão e Eva eram um casal  que vivia livremente no Jardim do Éden, a não ser por uma proibição: nunca deveriam experimentar o fruto da Árvore do Conhecimento – tradicionalmente simbolizado pela maçã. Seduzidos por uma serpente, entretanto, eles quebraram a regra e perderam sua inocência. Com ajuda dos criativos da Mother, a Smirnoff criou sua própria versão do paraíso para apresentar a assinatura Apple Bite, um coquetel feito com vodka, maçã e limão.

Dirigido por Johhny Hardstaff, a ação do filme começa com um inocente casal chegando a um bar que parece ter saído dos filmes de Quentin Tarantino. O toque surreal está nos detalhes – como por exemplo o fato de o bartender ser praticamente onipresente e aparecer em diversas situações, mas o que realmente chama a atenção é a dupla de serpentes criada por computação gráfica pela MPC.

Cada uma delas foi especialmente criada para este projeto, ganhando texturas e cores individuais. Para garantir que as serpentes fossem o mais realista possível, a equipe de 3D da MPC estudou os movimentos de cobras, víboras e serpentes. O resultado não decepciona, especialmente quando levamos em conta o minucioso trabalho da produção, e dá vontade de assistir várias vezes, só para descobrir os detalhes.

apple
apple2

Compartilhe:
icone de linkCopiar link