Uber revela balanço de 2017 e resultado foi prejuízo de R$ 14,6 bilhões

Processos judiciais pesaram no balanço geral da empresa

por Soraia Alves

2017 foi um ano turbulento para a Uber. A empresa passou por denúncias de assédio sexual tanto contra funcionários da companhia quanto contra motoristas do aplicativo em diversos países, inclusive no Brasil.

Além dos escândalos, houve trocas na diretoria, processos judiciais e restrições regulatórias  e o resultado disso tudo foi  que a Uber terminou o ano com uma receita de US$ 7,5 bilhão (cerca de R$ 24,27 bilhões) e um prejuízo de US$ 4,5 bilhões (R$ 14,56 bilhões).

Apesar dos números, a empresa diz que a perspectiva para 2018 é positiva. O resultado do último trimestre do ano passado já foi melhor em comparação ao restante de 2017, o que aponta para o desaceleração das perdas.

A receita da Uber também subiu 11,8% nos últimos três meses do ano, em relação ao trimestre anterior.

Apesar de ser uma empresa de capital fechado e não ter a obrigatoriedade de divulgar seus números, a Uber forneceu o balanço de 2017 aos seus investidores e, pouco depois, confirmou para a imprensa. Por não ser obrigada a divulgar seus resultados, não há dados completos de 2016, por exemplo.

Compartilhe: