“Pantera Negra” pode se tornar a terceira maior bilheteria da História nos Estados Unidos

Filme da Marvel Studios superou os números de “Jurassic World” e deve ultrapassar “Titanic” nos próximos dias

por Pedro Strazza

A Marvel Studios não tem muito do que reclamar nestas últimas e próximas semanas. Além de estar começando a turnê mundial de divulgação de “Vingadores: Guerra Infinita” – que inclui a vinda do ator Chris Pratt ao Brasil – e preparando para a inevitável avalanche de dinheiro que o terceiro episódio da franquia super-heroica deve gerar nos cinemas à partir do fim de abril, o estúdio chefiado por Kevin Feige também está vendo o seu “Pantera Negra” atingir cifras gigantescas, batendo recordes um atrás do outro.

A quantidade de ingressos vendidas é tão alta para a produção comandada por Ryan Coogler que ela já está chegando às posições mais altas nos rankings de bilheteria mundial. Nos Estados Unidos, por exemplo, o filme sobre o rei e herói de Wakanda chegou à marca de 652,5 milhões de dólares arrecadados, uma quantia que o coloca à frente de “Jurassic World” e o torna a quarta maior bilheteria da História do país. Agora na quinta posição da classificação geral, a continuação tardia do “Jurassic Park” de Steven Spielberg está por enquanto à apenas 0,2 milhões de dólares de distância do longa da Marvel.

A escalada de “Pantera Negra”, porém, não acaba por aí. Considerando que “Titanic”, o arrasa-quarteirão noventista de James Cameron e o terceiro lugar do ranking, teve nos Estados Unidos uma arrecadação de 659,4 milhões de dólares, é bem provável que nos próximos dias (para ser mais exato, no próximo fim de semana) o filme de Coogler também ultrapasse a produção e se torne a terceira maior bilheteria do país.

Em teoria, esta crescente do longa poderia continuar firme e forte ao longo do próximo mês a ponto de se aproximar razoavelmente dos últimos dois degraus desta longa escada, almejando superar a longo prazo as rendas absurdas de “Avatar” (760,5 milhões de dólares) e “Star Wars: O Despertar da Força” (936,6 milhões). O problema é que a produção, embora onipresente nos últimos fins de semana, deve perder uma imensa maioria de suas salas remanescentes à partir do dia 27 de abril por conta da estreia de “Guerra Infinita”, uma jogada acidentalmente canibalística do estúdio que deve capar o alto fluxo de ingressos vendidos.

É um conflito de agenda, porém, que a Marvel Studios pode se dar ao luxo de ter. Com “cinturões” do naipe da estreia mais bem sucedida da História do mês de fevereiro e da produção mais comentada no Twitter, “Pantera Negra” já se comprovou como um sucesso sem proporções aos olhos de Feige e dos executivos da Disney. E “Guerra Infinita” promete fazer o mesmo em alguns dias.

Compartilhe: