Em nova campanha, Guaraná Antarctica suspende exportação para países adversários do Brasil

Boicote aos mercados adversários não parece promover o espírito de união da Copa do Mundo

por Soraia Alves

Com a aproximação da Copa do Mundo, marcas e patrocinadores já estão lançando suas campanhas especiais e, de um jeito bem singular, o Guaraná Antarctica resolveu reforçar sua relação com o país e os torcedores da Seleção Brasileira, privando os adversários de ter o refrigerante até julho.

Suspender a exportação do Guaraná é uma forma de mostrar o quanto nos orgulhamos de ser brasileiros e de estar 15 anos ao lado da Seleção Brasileira e dos torcedores. Vamos proteger a nossa “fórmula mágica da brasilidade” dos nossos adversários temporariamente.“, comenta Jaqueline Barsi, gerente de marketing de Guaraná Antarctica.

Junto com o anúncio a marca lança uma campanha nacional de criação da agência F/Nazca Saatchi & Saatchi, que traz pessoas de diferentes nacionalidades bebendo o refrigerante e incorporando um pouco da ginga brasileira. A marca interrompe a comemoração e declara o fim da exportação nesse período.

Atualmente, o Guaraná Antarctica está presente em 70% do mercado de refrigerantes no mundo, em mais de 50 países.

Apesar do conteúdo inédito, não pudemos deixar de reparar na problematização gerada pela mensagem da campanha. Mesmo cunhado no humor, o “boicote” aos mercados adversários não parece promover o espírito de união acima da competição propagado pela Copa do Mundo.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link