Microsoft compra Github e usuários mudam para concorrência

Antes da aquisição ser oficializada, o Gitlab já estava com promoções

por Ana Roza

Agora é oficial: o Github faz parte da Microsoft. O anúncio foi feito hoje (04), depois de alguns dias de especulações e desespero por parte dos programadores. Com 7,5 bilhões em ações, a compra foi confirmada e o vice-presidente da Microsoft, Nat Friedman, assume o papel de CEO da maior plataforma de hospedagem de códigos para software. Entre os 28 milhões de desenvolvedores cadastrados no Github ao redor do mundo, a Microsoft é, justamente, a maior contribuidora da plataforma. Apesar disso, os usuários parecem descontentes com a aquisição.

A questão é que a Microsoft ainda carrega uma desconfiança entre quem investe em código aberto, o que fez a compra gerar um desespero moderado entre os apoiadores do Github. E a falta de esperanças vai além de comentários raivosos no Twitter: empresas que oferecem o mesmo tipo de serviço reportaram um número anormal de novos inscritos, como o GitLab.

No Google, o número de pesquisas relativas ao GitLab também aumentou. Entre os termos mais procurados sobre o assunto, estão “gitlab imports” e “gitlab gihub importer”.

Concorrente da Github, o GitLab fez um post em seu blog parabenizando a negociação feita e aproveitou para colocar suas preocupações sobre o acordo e como a Microsoft pode influenciar os serviços oferecidos pela plataforma. O principal medo, até então, é que ela deixe de ser independente e aberta a todos.

Em cima dessa ideia, o Gitlab reforçou sua tática para atrair os mais infelizes com a compra para seu próprio negócio. Antes mesmo do anúncio oficial sair, disponibilizou uma live para explicar como transferir os trabalhos entre as plataformas, além de criar a hashtag #movingtogitlab e oferecer descontos para os planos Gold e Ultimate.

Em resumo, o dia após o anúncio da aquisição foi como essa imagem:

Apesar da má recepção, os planos entre as empresas continuam firmes. E, para aqueles que não estão convencidos, sempre haverá um concorrente para aproveitar o timing e distribuir descontos.

Compartilhe: